Helder Rodrigues conta como foi maquiar a robô Sophia

O top maquiador brasileiro Helder Rodrigues foi até Hong Kong com a equipe da ELLE fotografar nossa estrela de dezembro.

Acostumado a maquiar as atrizes e modelos mais bombadas do Brasil, Helder Rodrigues não imaginava que terminaria 2016 com um trabalho bastante diferente dos que já realizou em sua carreira. Não que ele não tenha criado looks marcantes nos últimos meses, só na ELLE Brasil foram dezenas de editoriais, incluindo um inspirado em Rita Lee e o ensaio Just Kiss, que causou polêmica ao colocarmos diferentes tipos de casais na nossa edição de junho, mas Sophia é realmente especial. Como vocês já devem saber a essa altura, ela é uma robô, um dos projetos de inteligência artificial mais avançados do mundo. “Logo que me disseram fui pesquisar, e quando vi os vídeos no Instagram não acreditei. Achei maravilhoso ter a chance de maquiar uma robô que tem ações e fala!”, relembra.

Leia mais: Uma das estrelas da nossa capa de dezembro é uma robô

Capa ELLE Dezembro

(Bob Wolfenson/ELLE)

Sophia veio com uma maquiagem bastante pesada de fabricação, algo que não combinava com a ideia do shooting e as roupas delicadas de marcas como Gucci e Gloria Coelho que haviam sido escolhidas. “Pensamos em deixá-la com uma aparência mais fresh, que tinha muito mais a ver com a moda. Apaguei tudo com o corretivo e fiz algo leve em tons pastel”, explica. Apesar de muito parecida com um ser humano, Helder conta que sua pele lembra a de uma boneca, feita de um látex bem fino e sutil, o que causa certo estranhamento e nostalgia. “Ao mesmo tempo, as expressões são super humanas. Uma verdadeira loucura. Eu vivi um pouco da minha infância nesse momento. Me lembrei de quando maquiava as bonecas das minhas primas, foi uma sensação ótima”.

Se no dia a dia, muitas mulheres adoram maquiagem à prova d’água e de muita durabilidade, nossa estrela da capa teve que usar produtos mais suaves. “Eu usei os mesmo produtos que uso em modelos, mas fui aconselhado a não usar maquiagem à prova d’água porque o látex não aceita qualquer tipo de demaquilante para não ressecar. Eles removem tudo depois com sabonete neutro e água”. Ele ainda aponta que o maior desafio foi, sem dúvidas, encontrar um produto certo que tivesse boa aderência.

O resultado dessa experiência, que fez com que Helder se tornasse um dos primeiros profissionais a maquiar uma robô, você confere na nossa edição de dezembro, que já está nas bancas! “Foi uma experiência única, maravilhosa. Jamais imaginei maquiar uma robô e agora tenho no meu portfólio uma capa maravilhosa com a gata Sophia”.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s