13.04.2010 às 18:01

Recall de prótese de silicone

por Bel Ascenso | Corpo

Recebi há alguns dias um alerta sobre uma marca de próteses de silicone, a Poly Implant Prothese, retirada do mercado francês por utilizar um tipo de silicone que não estava de acordo com as especificações recomendadas naquele país e que, por esse motivo, estaria causando rompimento precoce do implante. Ok, a partir de agora o uso dessa prótese está proibido lá fora e aqui, pela Anvisa, mas o que dizer às mulheres que já colocaram o implante – cerca de 25 mil, segundo os representantes da marca no Brasil? A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica recomendou a todos os seus membros que, caso sejam procurados pelas pacientes, façam uma análise clínica. Outra perguntinha me veio à cabeça: será que todas as mulheres sabem que marca de prótese carregam no peito?  Bem, se não sabem, é o caso de perguntar – se bem que, normalmente as informações relativas ao tipo de implante mamário implantado deveriam estar disponíveis nos documentos (relatório cirúrgico, cartão do implante) entregues pelo médico, segundo informa a ANVISA em seu site.  O cirurgião plástico e presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Regional São Paulo, Carlos Alberto Komatsu, explica se for necessária a troca da cápsula de silicone devido ao rompimento da prótese, a cirurgia é simples. “A paciente faz a cirurgia de manhã e à tarde ou à noite já pode ir embora”, garante. Ah, segundo a ANVISA, quem tem a prótese não precisa ficar em pânico: Não há razões que justifiquem a remoção e substituição preventivas dessas próteses, a não ser que uma ruptura efetiva seja identificada”. Em todo caso, o acompanhamento médico é fundamentalfique de olho!

Foto: Getty Images

10 respostas para “Recall de prótese de silicone”

  1. Valéria Baraccat GYY disse:

    Acho a matéria muito importante, já que a maioria das mulheres não sabe mesmo a marca da prótese.
    Obrigada, sempre, por suas informações.
    Bjs,
    Valéria

  2. Vera Golik disse:

    UAU!! Super importante o aviso! E que as mulheres fiquem cada vez mais alertas para aquilo que colocam em seu corpo! Lembrem-se, meninas, cuidar da aparência é importante, mas cirurgia plástica não é como trocar de tinta no cabeleireiro. As consequências são mais sérias e é um procedimento cirúrgico que deve ser feito com todo o cuidado, depois de muito bem avaliada a sua real necessidade! um beijo grande! Vera Golik DE PEITO ABERTO!!

  3. Lilly Bastos disse:

    Ih, eu pergunto tudo… Não tenho próteses, mas como já fui em congressos de cirurgia plástica, pesquisei várias marcas, tipo de revestimento, as de alta coesão, estou quase dando assessoria para cirurgião… Brincadeirinha… Jornalista deve ser a cliente mais chata de cirurgião plástico (em clínica de beleza idem).
    Mulheres, consciência na hora de escolher um cirurgião plástico, pesquisem o nome na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, peçam recomendações, pesquisem quem já se submeteu a cirurgias com o médico, procurem saber da próteses, riscos para quem tem casos próximos de câncer de mama na família (perguntem para o cirurgião se a prótese deve ser colocada atrás do músculo), ou seja, dirija-se ao médico, e pergunte, pergunte, pergunte. Não saia do consultório com dúvidas. E se você se sente bem com a silhueta fininha em cima, e daí com a prótese da onda? Ame-se sem preocupações com tendências…

  4. Estela Galizia disse:

    Diante de tamanha barbarie, só me resta confessar publicamente: coloquei prótese há mais de dez anos e não faço idéia da grife usada. A pergunta que não quer calar é “que sintomas a pessoa sente se a prótese romper”? A dita cuja vaza aos poucos, feito um pneu com prego ou pode vazar de vez? Outra coisa que não paro de pensar: “Quem vai arcar com o prejuízo do estrago? Normalmente com peças de carro com defeito de fabricação, o fabricante vem a público, pede desculpas, manda tirar o veículo de circulação e faz a troca imediata da peça. Logo, dona Poly Implant, que tal uma passagem para a França para todas as pacientes ‘vazantes’ + a troca da prótese imediatamente?
    Agora tentando controlar a dor no peito: se eu descobrir que a minha é a tal da Poly Implant – será que a dita cuja tem etiqueta da grife que aparece em tomografia? – devo já correr para a troca ou esperar vazar? Socorro! Até nos produtos franceses não podemos confiar mais. Qui peut m’aider?

  5. Carlos Alberto Komatsu disse:

    Cara Estela, não há sintomas se os implantes se romperem – a maior parte deles é detectada somente com exames do tipo ultrassom e tomografia. Com relação aos implantes, os modernos possuem um gel coesivo que gruda como chiclete, ou seja, não vazam com facilidade. Os implantes que se rompem a princípio não causam problemas à saúde das pacientes, mas é recomendada sua troca. Ainda estamos aguardando pronunciamento dos orgãos oficiais( ANVISA e empresa) para saber a conduta em relãção a esses casos.Um abraço, Komatsu

  6. Linda disse:

    Bem, se estavamos aguardando uma pronunciacao oficial da empresa , como mencionou o amigo acima, ja podemos esquecer. A empresa fechou as portas e o governo Frances esta em posse dos bens da mesma. So na Franca 30mil mulheres foram operadas e tiveram as proteses removidas . Vale lembrar que 90 porcento da producao da PIP foi exportada.
    Gostaria muito de me reunir com outras mulheres (siliconadas) para que possamow juntas cobrar uma posicao das autoridades de como proceder neste caso .. Lindamiami9@gmail.com

  7. Estela Galizia disse:

    Caras “amigas do peito siliconas”, pelo jeito não nos resta outra saída a não ser orar e vigiar. A mamografia e/ou ultrassom devem ser feitos MAIS DO QUE NUNCA, periodicamente. Abraço enorme

  8. Priscilla argila disse:

    Fiz uma cirurgia e coloquei uma protese de silicone. tinha uma displasia no seio esquerdo. Foi retirado tecido e tentaram deixá-lo do mesmo tamanho que o direito.Porém não deu certo. O seio não ficou do mesmo tamanho e continuou caido. Fiz a segunda cirurgia, o médico garantiu que ficaria perfeito e novamente…não consegui resultado significativo. Ainda continua caído e a prótese está “solta”! ela vira com facilidade. O que acontece??? qual foi o erro??? o que eu faço??? não confio mais no médico.

  9. raika disse:

    AIIIIIII que medoo!!! coloquei uma francesa chamada SELIMEDserá que tem a ver uma com autra? caramba !!

  10. Max disse:

    Tranquila, pois Silimed não é francesa mas brasileira e tem mais de trinta anos de mercado. Os problemas são da PIP.

Deixe uma resposta

*