03.12.2009 às 15:30

Teste de filtros solares, a polêmica

por Bel Ascenso | Pele, Ponto de vista, Proteção solar

mulher-e-protetor-solar

Getty Images

Esta semana começou com uma “bomba” na área dermatológica. Tudo por conta de uma análise feita pela Pro Teste Associação Brasileira de Defesa do Consumidor com 10 protetores solares FPS 30 – segundo a entidade, só 2 passaram no teste que avaliava o desempenho de cada produto em relação à proteção contra os raios UVB e UVA e a resistência à luz, calor e água, além de itens como rotulagem, composição, potencial irritativo. Foi um susto, pois entre as reprovadas estão marcas consagradas como Nivea, Sundown, Avon, La Roche Posay, Coppertone, Episol, Banana Boat e Natura (segundo a análise da Associação as únicas que passaram nos testes foram L’Oréal Solar Expertise e Cenoura e Bronze). Li a íntegra do estudo e disparei e-mails para todos os fabricantes, pois achei no mínimo estranho um resultado tão negativo para produtos que passam pelo rigoroso crivo da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Só pra vocês terem uma idéia, segundo a Pro Teste, “apenas 3 marcas  (protetores LOréal Solar Expertise, Cenoura & Bronze e o Hélioblock da  La Roche-Posay) não apresentaram  na composição o benzophenone-3, um ingrediente que é proibido em outros países, por ser potencialmente cancerígeno. Quatro dos protetores têm baixa proteção UVA (cujos raios atingem as camadas mais profundas da pele, causando envelhecimento precoce), “mas a legislação brasileira não exige um mínimo. E cinco deles não são resistentes à luz e ao calor, perdendo a eficiência”.  O estudo é enorme, não dá pra colocar tudo aqui neste espaço, mas fiquei chocada e muita gente me perguntou se, afinal, devia acreditar nessa análise. Bem, todos os fabricantes me responderam o mesmo: que seus produtos são registrados na ANVISA e que todas as informações contidas na embalagem do produto foram comprovadas por testes com metodologias reconhecidas e aceitos pelo órgão regulador. Além disso, descconhecem os critérios adotados para a realização dos testes. e a proteção contra os raios UVA/UVB, determinadas na embalagem do produto, e que o protetor solar FPS 30 testado oferece 2 horas de proteção à prova d’água e ao suor, atendendo as exigências legais.  ASociedade Brasileira de Dermatologia também se posicionou: “A SBD esclarece que desconhece a metodologia utilizada pela Pro Teste Consumidores (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor ) que coloca em dúvida a formulação e a eficiência de alguns protetores solares comercializados no Brasil . A entidade afirma ainda que esse teste não foi submetido à sua análise e que a tabela utilizada pelos jornais O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde, em suas respectivas matérias repercutindo o assunto, não é de autoria da SBD. O órgão competente para aprovar as formulações dos protetores solares é a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A SBD se coloca ainda à disposição para conhecer e entender a metodologia e os resultados do estudo realizado pela Pro Teste Consumidores.” Recado dado! Bem, enquanto o assunto não for esclarecido, não significa que vou deiixar de lado os protetores solares, você vai?

Posts relacionados:

  1. Teste com aparelho de barbear britânico: pelos out!
  2. Teste de pisada e dicas para quem pratica atividade física no Ibirapuera
  3. Teste ajuda você a escolher a máscara para cílios ideal
  4. Faça um teste e descubra a fragrância ideal para você

17 respostas para “Teste de filtros solares, a polêmica”

  1. samuel semog (Cabeleireiro e Maquiador) disse:

    nossa que bomba … .
    e eu que gostava de nivea e sundown
    ja vou logo comprar um loreal.

  2. Alessandra disse:

    É de se desconfiar, afinal fica difícil ter uma certeza, pq pode ser jogo de marketing das marcas q passaram no teste! tudo pode ser… estamos à mêrce das grandes empresas infelizmente! eu faço meu próprio teste. uso,e se vejo que não funciona parto pra outra… sei que sundow infantil é um veneno (a própria pediatra me falou isso), pois tem corante e dá muita irritação na pele, minha sobrinha e um amiguinho do meu filho usaram e ficaram todo empipocado, meu filho usa Episol e nunca deu problema, apesar de ele queimar um pouco, pois é filho de pai quase neguinho… eu uso L’Oreal, acho ótimo e no rosto Episol à base de água, não queima de jeito nenhum, mas tbem o preço é meio salgadinho. Acho q as pessoas tem que falar as suas experiências, aí a verdade aparece! então deixo aqui o meu conselho, não gosto do Sundow e Nivea pro corpo pois dá alergia para algumas pessoas (meu marido ficou empipocado) mas cada caso é uma caso, agora sundow infantil é muito ruim!! espero ter ajudado.

  3. Lilly Bastos disse:

    Bem, eu uso diariamente produtos específicos para proteção solar do rosto, que não podem ser oleosos. Anteontem comprei um filtro solar 30 da Episol, acqua gel. Ainda está fechado, estou desconfiadíssima, e, agora, receosa. Não posso usar da L’Orèal, porque são formulados (os citados) para o corpo, e, apesar de serem gel creme, deixam a pele muito oleosa. Num setor específico de cosméticos importados em uma farmácia, vi um spray filtro solar da marca Neutrogena. Era uma embalagem aerosol acinzentada, e como era em forma de água, gostei (tem também um perfume muito leve, ótimo), mas fiquei desconfiada sobre sua eficácia em proteção.
    Como são marcas internacionais de grande circulação, e acreditamos que investem em pesquisas e estudos para uma maior eficácia dos produtos, acabamos confiando e comprando. Não posso deixar de usar filtro solar, mas cada vez confio mais na L’Oréal (lembram de uma premiação do melhor creme anti-idade, anos atrás, na Europa? Foi um desses cremes da L´Oréal, que se vende até em farmácia, e com preço ótimo, que ganhou, desbancando marcas com fórmulas supostamente milagrosas, como caviar, etc, e que custavam muitas verdinhas…). O que nós queremos é um respeito maior pelas consumidoras… Queremos poder acreditar em produtos que confirmem a eficácia prometida em suas propagandas.

  4. Marco disse:

    Bom, vamos lá. Há alguns dias eu escrevi um texto enorme nos comentários e, na hora de enviar, ele simplesmente sumiu. Óbvio que não vou lembrar exatamente o que havia escrito, mas vamos tentar, resumidamente. Eu já tinha lido essa matéria e confesso que fiquei assustado. E mediante a credibilidade que outras agências reguladoras do governo têm, não sei se me preocupo mais com as normas seguidas pelos fabricantes ou com as seguidas pela Anvisa. De qq forma, é assustador ver o resultado de marcas tão conhecidas. Eu remo 3x por semana na raia da USP, das 12h30 às 13h30, e, com ele sol senegalês que faz em plena primavera, tenho de me besuntar de protetor. Venho utilizando um do Boticário para o rosto, FPS 50, se não me engano. E um em spray da marca Hawaian Sport alguma coisa, FPS 30 ou 40. Ambos têm cumprido bem sua função. Mas já usei muito Sundown e Nivea e acho que essa matéria serve de alerta. Que os fabricantes venham a público defender seus produtos e comprovem a qualidade dos mesmos. Da minha parte, até isso ficar melhor esclarecido, ficarei com algumas marcas importadas que me recomendaram.

  5. Billy disse:

    O pior de tudo é que a Avon usa Benzophenone-3 em tudo, desde o Renew até as colônias. É só olhar na fórmula. Aí você vai acumulando a substância no organismo! Como ela é proibida em muitos países, eu a partir de hoje não usarei nunca mais, independente das explicações da Avon. Existem outras substâncias “mais caras” para substituir a oxibenzona. Talvez por isso ela seja tão utilizada, por ser mais barata.

  6. Bibi disse:

    Que horror!!! Quer dizer que quando pensamos que estamos nos protegendo contra o cancer de pele, estamos usando um produto que pode causar cancer?

  7. Assessoria de imprensa da Avon disse:

    “A Avon zela pelo compromisso com consumidores, Revendedoras (es) ao colocar no mercado apenas produtos de qualidade, seguros para uso, com eficácia comprovada, testados e aprovados pelas legislações vigentes. A Avon conta com uma equipe de cientistas, especialistas das mais diferentes áreas, que fazem a escolha dos ingredientes que compõem as fórmulas dos produtos, sempre alinhados às normas de segurança e, levando em consideração a reconhecida eficácia do mesmo. O ingrediente benzophenone-3, eficaz no combate aos raios ultra-violeta A, consta na Lista Permitida de Fotoprotetores Solares para a Pele. A concentração utilizada nos produtos está de acordo com a Legislação de órgãos respeitados como a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), FDA (Food and Drug Administration) – EUA e a COLIPA (The European Cosmetics Association” – Comunidade Européia. No Brasil , é permitida a concentração de até 10%. Acrescentamos ainda que o ingrediente benzophenone-3 não está na lista de agentes comprovadamente cancerígenos da Agência Internacional para a pesquisa do Câncer (Iarc), que é ligado à Organização Mundial de Saúde (OMS).”

    Avon Cosméticos

  8. Gab disse:

    Isso é patético! Como um teste que não menciona os pormenores e os métodos de análise pode ser tão levado a sério? A questão maior não é: Será se é verdadeiro ou falso, e sim, o mais preocupante é que as pessoas acreditam em tudo que é publicado, mesmo sem nenhuma fundamentação. Tá bom, o Pro Teste fez a pesquisa. Sim, e cadê os métodos e procedimentos utilizados? Hahahhahaha, é de dar dó.Já que mostrou a identidade – Pro Teste- agora é hora de dar a cara a tapa, não????

  9. Assessoria Imprensa La Roche-Posay disse:

    No teste realizado ANTHÉLIOS Hélioblock® foi muito bem avaliado em 8 dos 10 itens que são:
    - Composição
    – Não causar Irritabilidade
    -Desperdício (perda de produto na embalagem)
    -Hidratação
    -Proteção UVB
    -Proteção UVA
    -Resistência à água
    - Teste em uso (opinião de voluntários)

    Os 2 itens considerados ruins foram:

    - Rotulagem
    Alegam que a etiqueta é muito pequena e não localizaram a proteção UVA na embalagem.

    A indicação de proteção UVA está em todas as embalagens da linha ANTHELIOS Hélioblock®.

    Na frente da embalagem do produto o símbolo UVA que significa não só que o produto protege contra a radiação UVA, mas também que a proteção UVA é pelo menos 1/3 da proteção UVB, conforme exigência padronizada pela comunidade européia.

    Toda a linha ANTHELIOS Hélioblock® tem um excelente índice de proteção UVA. Na caixa do produto temos a indicação do índice de proteção UVA (no verso ou na lateral indicado na faixa laranja da embalagem),medido através do método PPD (Persistent Pigmentation Darkning). O PPD é o método mais reconhecido pelos dermatologistas e cientistas do mundo inteiro.

    O tamanho da letra atende ao tamanho mínimo determinado pelo órgão regulador (ANVISA).

    -Fotoestabilidade – A LA ROCHE-POSAY utiliza metodologias reconhecidas internacionalmente que atestam a fotoestabilidade de todos os seus protetores solares. Os produtos quando expostos à luz e ao calor não se degradam e não tem sua eficácia comprometida, desde que utilizados de forma adequada, conforme indicação na embalagem.

    ANTHELIOS Hélioblock® pode comprovar sua eficácia através de 22 estudos científicos.

    ANTHELIOS Hélioblock® possui patentes de filtros solares fotoestáveis registradas e utilizadas nas fórmulas dos produtos da linha. (Mexoryl®SX, Mexoryl® XL).

    Segue link para comunicado oficial.

    http://www.anthelios.com.br/comunicado/

  10. aninha disse:

    Acho interessante os testes serem feitos, pois só assim as empresas acordam e procuram aprimorar ainda mais seus produtos, a concorrência é grande, ganha o melhor sempre. Mas com tudo isso, a alerta que nos fica é que de uma forma ou de outra temos que proteger nossa pele, faça testes e veja qual melhor se adapta a sua pele. Todas as marcas citadas são renomadas no mercado, use e abuse e tenha uma pele sadia.

  11. Lilly Bastos disse:

    Não postei aqui, na época desse post, que estava desconfiada da marca Episol? Pois ganhei manchinhas no rosto, amarronzadas, e de formato irregular. Abaixo dos olhos, uma diferença de cor em partes do rosto, e não estou usando nenhum tipo de ácido ou gel ou creme c ácido. O que a SBD diz agora? Que não valeram os testes da Anvisa, deixam o consumidor usar as marcas conhecidas e que não foram totalmente aprovadas, e eu que fique desprotegida? Se eu tiver um câncer de pele, (não estou dizendo que o uso do Episol é totalmente inválido e vá me causar alguma doença por não barrar os raios solares, ou por substâncias outras), problema meu?
    Gente, observem a lista sim. Ela é válida. Me admira a SBP por isso em dúvida, e esperar pelos resultados negativos no consumidor para repensar o que disse…

  12. Assessoria de imprensa Mantecorp disse:

    Todos os produtos da linha Episol foram submetidos a diversos testes clínicos, cujas metodologias são conhecidas e aceitas pela comunidade científica internacional. Tais testes asseguram a eficácia e segurança dos produtos, quando utilizados conforme as orientações de uso descritas na embalagem. Além disso, cada lote produzido é submetido a um rigoroso teste de controle de qualidade antes de ser colocado no mercado. A Mantecorp reafirma seu compromisso de oferecer produtos seguros, eficazes e da mais alta qualidade, bem como conduzir seus negócios com absoluta transparência e, por isso, coloca à disposição dos consumidores e médicos em nossa Central de Atendimento (08000 117788) toda a metodologia utilizada na avaliação dos nossos produtos.

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ’0 which is not a hashcash value.

  13. claudio gomes disse:

    Todos os testes feitos por eles Pro Teste são dúvidosos.
    Detalhe sempre vejo pelos dois lados cuidado com os testes sempre faça pesquisas antes.

    http://www.harmonianatureza.com.br

  14. Rose disse:

    Olá boa noite,acredito sim nos testes feitos pelas empresas pela qual é de cada setor,devemos acreditar sim,não nos esquecendo de sempre fazer nossa própria avaliação com uso,mas tb não devemos nos esquecer q muitos dos testes são endereçado aos próprios fabricantes,agora quem foi q encomendou este teste,pense nisto!!!!!!!!!

  15. raquel disse:

    eu uso o sundown acho q ele protege bem,mas fiquei desconfiada,apesar de não ser tão branca uso fps 50,só acho muito óleoso,mas mesmo assim vou mudar para o loreal expertise

  16. jean disse:

    Se esee comentário é falso ou verdadeiro eu não sei produtos da avon que usa o BENZOPHENONE-3 , CAUSA CANCER NA DÚVIDA É MELHOR NÃO USAR. A Avon que modifique sua fórmula se tiver o mínimo de respeito com seus consumidores . Há empresas que só se preocupa com os dólares interesses particulares o resto da populaçao mal informada coitada que Deus as ajude!

  17. alice disse:

    Fiquei anos sem usar protetor solar e abusava do sol,resolvi me redimir com a minha pele.Eu usava o episol water gel por ter a pele oleosa e sucetível a espinhas,usei até acabar e gostei por naum dar espinhas mas observei que tinha pouca resistência à água,mal me molhava e já o sentia querendo sair da pele,ficava meio irregular aí eu espalhava de novo e passava mais um pouquinho,naum sabia desse teste e por sorte ontem mesmo comprei um protetor solar da loreal,é uma loção(por causa das espinhas acho q naum deveria usar loção),mas achei que dá uma hidratação suave e naum vai me causar espinhas.Se a loreal fizer pela minha pele o mesmo q faz pelos meus cabelos meninas só vai dar a maluquinha aki na praia.Tenham CUIDADO com as substâncias perigosas,na Europa as subistâncias são banidas do mercado,especialistas afirmam que naum existem quantidades seguras para elas,por isso são banidas,os efeitos são cumulativos,aqui as empresas se aproveitam da ignorãncia do povo e da permissividade dos orgãos competentes,pesquisem sobre as substâncias e ficaram assustadas,no mercado tem produtos que destroem o bioma marinho,causam câncer e sei lá o que mais, pra protetores labiais naum usem nada que tenha BHT dá câncer e ainda é permitido no Brasil,o que mais me assusta nisso tudo é que produtos estrangeiros proibidos na Europa são vendidos aqui com toda a liberdade. DINHEIRO È BOM NÈ

Deixe uma resposta

*