21.08.2010 às 14:00

Mulheres na ciência – duas brasileiras em destaque

por Bel Ascenso | Ponto de vista, Prêmio

Tempos atrás recebi um comunicado sobre duas brasileiras que venceram o prêmio L’Oréal/UNESCO para Mulheres na Ciência em 2009 e 2008, e que, em julho passado representaram o Brasil no 60º Encontro de Prêmios Nobel de Lindau, no sul da Alemanha. Pelo que entendi, esse encontro é concorridíssimo e do Brasil foram convidadas só cinco pesquisadoras, entre elas as brasileiras citadas – a física Adriana Fontes, 33 anos, da Universidade Federal de Pernambuco (foto acima, à esquerda), e a química Dra. Annelise Casellato, 30 anos, Universidade Federal do Rio de Janeiro (abaixo, à esquerda).  A pesquisa de Adriana tem como tema como as pinças óticas podem medir as propriedades das membranas elásticas e elétricas das células sanguíneas e a aplicação em leucemia mielóide, mas que com o tempo poderá ser observada em outros tipos de câncer, como o de mama.  A de Annelise abrange o papel dos metais nos materiais biológicos utilizados em alguns pesticidas, como no combate de pragas nas plantações de tomate. Fiquei feliz ao saber que esse tipo de trabalho tem um reconhecimento internacional – e ainda mais considerando que as duas são jovens. E o que isso tem a ver com beleza? Nada, diretamente. Ou tudo, já que as duas pesquisas remetem à saúde e ao bem estar. E a gente sabe que sem esses dois aliados, não há beleza que resista, concorda?  

 

Posts relacionados:

  1. Duas pílulas por dia = cabelão
  2. Exposição mostra duas faces das famosas
  3. Maquiador sênior da MAC dá dicas valiosas para as brasileiras
  4. Um produto, duas funções
  5. Brasileira é destaque na 11ª edição do L’Óreal/Unesco For Women in Science

2 respostas para “Mulheres na ciência – duas brasileiras em destaque”

  1. raquel disse:

    É esse tipo de pesquisa que faz o Brasil se destacar no mundo. Muito bom saber que há mulheres que se dedicam a causas realmente importantes. Que elas conquistem cada vez mais espaço. Parabéns

  2. Paula Vieira disse:

    Que orgulho dessas mulheres, ponto para o Brasil no exterior. Fica uma imagem melhor do que a imagem de sempre, ou seja, sambista, carnavalesca, etc. Boa iniciativa de registrar isso

Deixe uma resposta

*