Por que Brie Larson se recusou a aplaudir Casey Affleck no Oscar

No Globo de Ouro, em janeiro, ela já havia optado por não abraçar o ator por seu prêmio.

Nos últimos anos, campanhas como a #AskHerMore e #OscarSoWhite movimentaram o Oscar e colocaram em pauta discussões importantes sobre machismo e racismo na indústria. Enquanto é possível ver alguns avanços, como Viola Davis sendo escolhida como Melhor Atriz Coadjuvante e Moonlight como Melhor Filme, as acusações de assédio que recaem sobre Casey Affleck desde 2010 não impediram que o ator participasse de uma grande produção e recebesse um dos maiores prêmios da noite, o de Melhor Ator.

Leia mais: A diferença de tratamento entre homens e mulheres ao mostrarem seus corpos

Em 2010, duas mulheres que trabalharam com Casey no documentário Joaquin Phoenix: I’m Still Here abriram processos contra o ator e diretor. A produtora Amanda White, em 23 de julho daquele ano, entrou com uma ação no valor de US$ 2 milhões, alegando “avanços sexuais não desejados”. Casey teria dito que não pagaria o salário da produtora por ela ter se recusado a passar a noite com ele em um quarto de hotel. Caso parecido relatou a cineasta Magdalena Gorka. Assim como Amanda, ela disse que também teve que lidar com comentários sexuais e insinuações indesejadas. De acordo com ela, o ápice foi quando Casey deitou em sua cama enquanto ela dormia e começou a tocá-la. Ela afirma que acordou ao perceber que ele estava acariciando suas costas e com cheiro de álcool.

Leia mais: “Pergunta ridícula”, diz Scarlett Johanson a Ryan Seacrest

Brie Larson, Melhor Atriz do ano passado, se manteve firme e não aplaudiu o ator após anunciar o seu nome na cerimônia. Ela, que recebeu o prêmio por seu trabalho em O Quarto de Jack, em que interpreta uma mãe sobrevivente de violência sexual e psicológica, se tornou uma grande ativista dos direitos das mulheres. Vale relembrar que em 2016, quando Lady Gaga interpretou a canção “Til It Happens To You”, do documentário The Hunting Ground, que foca em casos de assédio sexual em campus de faculdades, Brie abraçou todas as vítimas que compuseram a perfomance de Gaga no palco.

A atriz confirmou à revista Vanity Fair que sua reação foi intencional. “Acredito que seja lá o que eu tenha feito no palco meio que falou por si. Eu já falei tudo o que tinha para falar sobre esse assunto”.

Em janeiro deste ano, a atriz também teve que entregar um prêmio de melhor ator a Casey no Globo de Ouro e, naquela ocasião, optou por não abraçá-lo.

No Twitter, usuários demonstraram indignação e relembraram como mulheres que foram acusadas de roubo, caso de Winona Ryder, por exemplo, tiveram suas carreiras interrompidas, enquanto as ações judiciais de Casey nem chegaram a ser julgadas. No final, ele ainda foi reconhecido com um dos maiores prêmios da indústria.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s