Tom Ford foi indicado a três categorias do Globo de Ouro

O longa já levou o Prêmio do Júri no Festival de Cinema de Veneza e tem estreia marcada para o dia 29.12 no Brasil.

Tom Ford já virou um nome icônico na moda. No cinema, contudo, apesar de ter recebido ótimas críticas por seu filme Direito de Amar (2005), ele ainda está construindo um nome e mostrando para todo mundo que entende muito do que faz quando senta na cadeira de diretor. Prova disso foram as três indicações no Globo de Ouro 2017 por sua obra mais recente, Animais Noturnos.

O longa, que entra na disputa de Melhor Diretor, Melhor Roteiro e Melhor Ator Coadjuvante, conta com nomes de peso no elenco como Amy Adams e Jake Gyllenhaal, e prova que o designer tem uma relação muito mais profunda com as telonas do que apenas fornecer os ternos bem cortados de Daniel Craig na saga James Bond.

Colin Firth no filme Direito de Amar.

Colin Firth no filme Direito de Amar. (/Divulgação)

Ford ganhou respaldo no mundo cinematográfico ao conseguir uma excelente atuação de Colin Firth em seu primeiro longa Direito de Amar, sendo inclusive indicado ao Oscar como melhor ator. Nele, os figurinos roubam a cena, mas não se deixam ofuscar pela fotografia também impecável e pela narrativa coesa. Após a morte de seu parceiro em um trágico acidente, George Falconer (Firth) se encontra no limite da vida e se coloca a reavaliar seu passado ao passo em que cogita possibilidades futuras. É só quando aparece Kenny Potter (Nicholas Hoult) que ele percebe que tem, de fato, o direito de amar mais uma vez.

Tom Ford, Amy Adams e Jake Gyllenhaal em um evento de divulgação do filme Animais Noturnos.

Tom Ford, Amy Adams e Jake Gyllenhaal em um evento de divulgação do filme Animais Noturnos. (Kevin Winter)

Já no filme que tem estreia marcada pro dia 29.12 no Brasil, o designer é responsável por arrancar uma belíssima atuação de Amy Adams e ajuda a explicar para o mundo porque ela é considerada a “nova Meryl Streep”. Se no primeiro filme Ford centrou a trama em um profundo mergulho de melancolia, no segundo, ele movimenta o ritmo com o thriller de um ex-casal que mistura três planos: vida real, lembranças do casamento e o desembaraçar fictício do livro lançado por Edward (Gyllenhaal) dedicado a Susan (Amy).

Assista ao trailer abaixo:

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s