Três dias em Edimburgo: o que fazer

72 duas horas em uma cidade é o bastante para você se apaixonar ou decidir nunca mais voltar. Selecionamos alguns locais que valem a visita na capital da Escócia (um lugar onde dá vontade de voltar muitas vezes).

Ao sair do aeroporto de Edimburgo, rápidos 30 minutos te levam para o centro da cidade. Entre grandes campos verdes e construções do século 17, a capital da Escócia é cheia de história e belas paisagens. Os ônibus e trens vão de norte a sul na cidade, que é dividida entre “nova” e “velha”.

Isabela Yu

Isabela Yu

Arthur’s Seat

Localizado em Holyrood Park, o maior pico de colinas da Escócia (reza a lenda que Camelot, da lenda do Rei Arthur, era lá). Fundado pelo rei James V, o parque tem trilhas para os iniciantes e os aventureiros que desejam subir ao topo. Piqueniques, paradas tradicionais – não se assuste ao ver um grupo vestido a caráter, de kilt e gaita de fole em mãos – e moradores se exercitando lotam o local durante o final de semana.

Larissa Teixeira

Larissa Teixeira

Calton Hill

De inclinação mais moderada, a colina localizada no centro de Edimburgo reúne turistas e locais para assistir ao pôr do sol. Faz parte do Patrimônio Mundial da UNESCO e reúne diversos monumentos, como o Observatório da cidade, Monumento Nacional e Monumento Dugald Stewart.

Larissa Teixeira

Larissa Teixeira

Princess Street

Coração da “cidade nova”, a rua mistura construções antigas e prédios modernos e espelhados. Os quarteirões são espalhados de grande lojas, como Topshop, Urban Outfitters e Primark. Você também encontra a Scottish National Gallery, que atualmente exibe a exposição do fotógrafo britânico David Bailey Bailey’s Stardust, com dezenas de retratos de famosos (Mick Jagger, Kate Moss, entre outros) e anônimos. Aberta até 18 de outubro.

Larissa Teixeira

Larissa Teixeira

Royal Mile

A rua principal do turismo da cidade leva direto para o Castelo de Edimburgo, atração número um da Escócia. Construído em cima de uma colina, a fortaleza foi casa de diversos monarcas e base militar em 1600. Lá, você ainda pode ver as Joias da Coroa, a capela da Santa Margaret e apreciar a vista da cidade. No lado oposto, há o Parlamento Escocês, uma moderna construção dos anos 2000 e diversas lojas. Para os aficionados em música, a loja de vinil Unkown Pleasures tem uma coleção considerável de música britânica.

Larissa Teixeira

Larissa Teixeira

Grassmarket

Aproveite o local de dia para passear pelas lojinhas locais, desde roupas de marca a peças vintage. A noite, faça seu próprio pubcrowl e conheça a variedade de cervejas e uísques que os bares tem para oferecer. Os restaurantes iluminados a noite também são ótima pedida para conhecer os pratos locais, como o haggis – bucho de carneiro servido com purê (é mais saboroso do que parece!). Se você quiser estender a noite e ver alguns músicos locais, o Henry’s Cellar Bar, localizado na rua Morrison, tem diferentes DJs e grupos todos os dias.

Larissa Teixeira

Larissa Teixeira

Clerk Street

Paralela à Royal Mile, a rua Clerk é cheia de brechós e lojas de caridade. Levi’s antigos e roupas de época são garimpos certeiros. Você também encontra uma seleção de restaurantes indianos e árabes. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s