Época de calças

Incluídas no guarda-roupa feminino por Chanel, nos anos 1920, elas foram, década a década, conquistando espaço e importância – a tal ponto que, em 2009, são estrelas absolutas.  ELLE faz uma viagem no tempo e mostra os modelos que deram vida à história da moda.

Sarouel, legging, baggy, clochard, harem, skinny… Dá para perder a conta de quantos modelos já passaram pelo nosso closet. Mas o reinado das calças não foi tão fácil assim: elas enfrentaram uma verdadeira guerra contra vestidos e saias para alcançar o posto de peças-chave, adoradas pelas mulheres no mundo inteiro.

Reprodução

251_historia da calca_02
Modelo sugerido pelo estilista Paul Poiret Foto: Peter Kramer/Getty Images

Anos 10

Figurinha carimbada nos looks masculinos, as calças ficaram longe das mulheres e dos saltos até 1909. Tudo começou a mudar quando o estilista francês Paul Poiret (1879-1944) – o mesmo que decretou o fim do espartilho – entrou em ação. Como a elite tinha acabado de descobrir os encantos do orientalismo por conta da primeira temporada parisiense dos Ballets Russes, Poiret aproveitou a deixa e, entre turbantes e estampas em cores vivas, apresentou sua proposta para as mulheres: uma pantalona bufante, estilo odalisca, presa nos tornozelos sob uma túnica aberta. A calça não se tornou um hit instantâneo – só as atrizes mais ousadas adotaram, mas apontou os futuros rumos da moda.

Copie o link

Por por Ligia Juliano e Bruna Bauer

Publicado em 02/04/2009