Loulou de la Falaise

Estilo único, energia criativa e a amizade com um dos maiores gênios da moda marcam a história da designer.

 

Yves Saint Laurent era um homem que amava as mulheres. Sua mãe, sua irmã e suas (pouquíssimas) amigas. Essas últimas com devoção e afeto raros de ver. Entre as que tiveram o privilégio de ter o grande gênio da moda do século 20 como amigo íntimo, está Loulou de la Falaise.

Reprodução

loulou yves 01
Betty Catroux, Saint Laurent e Loulou em looks safari

Nascida Louise Vava Lucia Henriette de la Falaise, em 1948, em Paris, Loulou se mudou com a família para Londres aos 10 anos e desde então rodou o mundo. Depois do divórcio dos pais, o conde francês Alain de la Falaise e a modelo inglesa Maxime Birley (manequim de Elza Schiaparelli), ela e seu irmão foram matriculados em um internato em Sussex, Inglaterra, de onde foi expulsa por mau comportamento. A próxima parada, em outro internato, em Gstaad, Suíça, também não durou. "Era muito travessa quando criança", costuma declarar Loulou à mídia. Sem se adequar a rigorosas instituições de ensino, a jovem foi morar com a mãe e o padrasto em Nova York, onde logo caiu nas graças de Diana Vreeland, na época editora da Vogue América.

A profissão de modelo, no entanto, não a encantou e Loulou voltou a fazer as malas. Partiu para Londres, onde trabalhou como editora júnior da revista Queen e conheceu Desmond Guiness, um historiador de arte, com quem ficou casada por um breve período. Depois da separação, mais uma ponte aérea: Loulou voltou a Nova York e caiu na balada. Era a época de ouro do Studio 54 e ela dançava da 1 às 7 da manhã. Nessa época, conheceu Robert Mapplethorpe, que ainda pintava, e fez a ponte entre o promissor artista e seu padrasto, John McKendry, curador de fotografia do MET (Metropolitan Museum of Modern Art), que teve o poder de alavancar sua carreira.

Foi também em uma de suas noitadas na Big Apple que Loulou conheceu Saint Laurent, já um renomado estilista. Seu estilo único, somado à sua inteligência, perspicácia e bom humor, conquistou Yves.

Copie o link

Por Marília Levy

Publicado em 22/08/2011