25 mil paetês foram presos à mão nas cortinas que fizeram parte do desfile da Gucci

Apresentação do verão 2017 da grife italiana comandada por Alessandro Michele tinha o maximalismo como palavra de ordem.

Aconteceu hoje (21.9) o desfile da Gucci na Semana de Moda de Milão. Desde a entrada de Alessandro Michele para o cargo de diretor criativo da marca, suas apresentações têm se tornado as mais aguardadas da temporada de moda italiana e, para o verão 2017, não foi diferente.

Se no começo de sua trajetória Michele já era considerado transgressor por ter tomado um rumo completamente diferente do adotado por sua antecessora  Frida Giannini, esta coleção consolida a sua visão radicalmente ornamental e nostálgica. Pense em um desfile no qual o “básico” não existe.

Todas as peças são repletas de informação. O brilho percorria a grande maioria das peças. Para trazer luz aos detalhes de cada roupa ou acessório, paetês, bordados e pedrarias entravam em ação na forma de desenhos rebuscados. Não à toa, a sensação final é de que a coleção é praticamente inteira dedicada a tapetes vermelhos e eventos black-tie. Por isso, os vestidos longos (foto abaixo) que foram apresentados eram um caso à parte.

Agência Fotosite

Agência Fotosite

Leia Mais: Florence Welch é a nova embaixadora de joias da Gucci

Camadas e mais camadas de babados e plissados se debruçavam não só em saias espalhafatosas, mas também em mangas, golas, punhos… Até aí, nenhuma novidade. A surpresa fica por conta do destaque que o estilista decidiu dar aos ombros nesta temporada. As mangas bufantes ganharam várias releituras na passarela da grife (foto abaixo). Em versão de tule ou tafetá, elas não passaram despercebidas.

Agência Fotosite

Agência Fotosite

A estamparia e os jacquards, como já era de se esperar, seguem firmes decorando muitos dos ternos e conjuntinhos apresentados. No entanto, Michele adicionou um fator inusitado nesta temporada. Sabe a tipografia gótica que figura nos cobiçados moletons da Vetements? Elas também apareceram pontualmente sobre algumas das peças da Gucci (foto abaixo).

Leia Mais: Por que a Vetements é a marca da vez?

Agência Fotosite

Agência Fotosite

Para arrematar os looks 100% maximalistas, o designer pediu ajuda para os acessórios de cabeça (foto abaixo). Desde laços mais discretos até chapéus de aba larga, passando por ornamentos quase arquitetônicos desfilaram por lá.

Agência Fotosite

Agência Fotosite

Uma vez que a apresentação não economizou no barroco, o cenário não poderia ser menos nababesco. Por isso, no chão, 1,5 mil estrelas estavam desenhadas. As cortinas eram todas feitas de largos paetês, todos presos à mão. Ao todo, 25 mil deles! Dá para acreditar? Fechando o mood do espetáculo criado pela etiqueta, a voz da cantora Florence Welch ecoou pela passarela recitando poemas de William Blake na trilha sonora e movimentando as paredes cobertas com pequenos espelhos. Para fazer inveja às superproduções da Broadway.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s