A DMamacita cria roupas básicas para quem valoriza a diversidade de corpos e estilos

Integrante do Projeto Meio-Fio, da Melissa, a estudante de moda Daniella Tinório está desafiando antigos conceitos com sua moda que não tem medo de ousar.

Na brasileira DMamacita, a estilista Daniella Tinório prova que ousar na moda pode ser um ato político. Com suas peças superjustas e confeccionadas em tons de nude, ela mostra que há muito mais significado por trás desse estilo de roupa do que apontam as críticas que começaram a ser feitas a ele desde que a família Kardashian-West passou a adotá-lo.

Leia Mais: Essas três meninas cariocas estão popularizando a moda sustentável através de peças jeans incríveis

Na marca da estudante paulistana, as roupas são um claro statement, que funciona como uma resposta ao fato da moda ter historicamente criado regras para esconder os corpos de mulheres gordas e valorizar os de mulheres magras. Para Daniella, é importante fazer com que suas clientes se sintam bonitas, independentemente do número que usem, sublinhando que há diversos tipos de beleza que nunca estiveram sob os holofotes, mas que merecem ser exaltadas.

“A marca surgiu em um momento em que a gente via que a mulher negra não era tão valorizada. Eu tenho que valorizar os meus. Se eu não valorizar os meus, quem vai valorizar por mim?”, relata em vídeo para o projeto Melissa Meio-Fio, que pretende apresentar novos talentos paulistanos em diversas áreas criativas. Para fazer parte dos nove selecionados, a marca de Daniella chamou atenção da youtuber Nátaly Neri, do canal Afros e Afins, umas das curadoras da iniciativa, e outro nome que nunca concordou 100% com o modo como os mercados de moda e beleza se comportam.

Aos poucos, vemos iniciativas que caminham na mesma direção da DMamacita acontecendo aqui e lá fora, tendo como destaque internacional o último desfile de Christian Siriano, na Semana de Moda de Nova York. Ele colocou modelos com diferentes tipos de corpos na passarela e afirmou que aumentará a grade de tamanhos oferecida em sua loja, mesmo que isso signifique arriscar sem saber o retorno financeiro que virá. Além disso, a conhecida marca de lingerie plus size Lane Bryant também o convidou para assinar uma coleção de roupas casuais, divulgada poucas semanas após sua apresentação na NYFW. O principal objetivo era fornecer peças com informação de moda para mulheres que por anos tiveram que se contentar com opções muito básicas ou feitas para esconder o corpo, uma situação que Daniella conhece bem.

“A marca foi criada como um espelho, eu procurei fazer roupas para mim, mas também de baixo custo porque é importante que todas tenham acesso a elas”, contou em entrevista à ELLE. Como muitas mulheres, ela percebeu uma lacuna no mercado para quem se interessa por moda, mas não corresponde aos tamanhos oferecidos pelas grandes lojas, e começou a criar suas próprias roupas.

New collection DMAMACITA OUTONO | INVERNO 2016 📷:@adaszz 💄:@biancamegda 💫:@advanced.girl 📲: encomendas: 11980629550

A post shared by D M A M A C I T A CONCEPT (@d.mamacita) on

Preocupada com a linha de produção do começo ao fim, ela ainda revela que tem planos de expansão, mas sem exageros, a fim de não perder o controle da cadeia e também do contato em primeira pessoa com suas consumidoras. “Eu gosto de fazer tudo eu mesma, responder minhas clientes, escrever do meu jeito”, diz a estilista, que atualmente faz peças sob encomenda, vendidas pelas redes sociais, e também oferece serviço de styling. A ideia é que suas saias, vestidos e blusas, em tons neutros, sejam úteis para a vida de suas clientes. “Eu digo que elas são um pouco mais sustentáveis do que fast fashion porque eu também ofereço serviço de consultoria de imagem, ensino como fazer o styling e isso significa que as peças são feitas para durar um pouco mais, não há esse incentivo ao descarte”.

O nome, é claro, faz referência à música da cantora Karol Conka, de quem Daniella se diz muito fã. As duas são inegavelmente mulheres fortes que, através de suas vozes e criatividade, vêm mudando a percepção do meio em que atua. Alguma dúvida de que uma parceria entre elas teria tudo para tombar? Fique de olho!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s