A Negoçada mistura feminismo, moda e Carnaval em roupas poderosas

O projeto de Carnaval das estilistas Layana Thomaz e Maíra Nascimento provoca questionamentos sobre assédio e corpo feminino.

“No Carnaval, ao mesmo tempo em que a mulher é endeusada, colocada em um lugar mais alto, onde todo mundo possa ver, ela sempre esteve ali calada. Ela era aquela mulher seminua, de peito de fora, linda maravilhosa, mas sempre calada”. A estilista carioca Layana Thomaz tem um histórico de Carnaval que a acompanha desde criança, mas foi apenas este ano, ao se juntar à também estilista mineira Maíra Nascimento, que ela decidiu usar sua experiência na moda e na folia para criar uma marca que critica o machismo e oferece opções de roupas divertidas, mas poderosas, às mulheres que adoram curtir os bloquinhos de rua.

Leia mais: Onde encontrar a sua fantasia fashionista de Carnaval

Negoçada

(Negoçada/Divulgação)

“O Carnaval sempre foi forte, mas ele está mudando. Nos anos 1950, era um movimento de rua muito grande no Brasil inteiro, não só no Rio de Janeiro. Depois, virou uma coisa comercial, muito Sapucaí, e acho que agora está voltando”, analisa. “As pessoas estão começando a pensar nessa questão política, de poder ocupar a rua como espaço público, do povo. Ainda é pouco, mas há uma conscientização de que o Carnaval é um meio muito forte de comunicação e a cada ano isso vai ficando mais forte ideologicamente e politicamente”.

Leia mais: Alternativas para brilhar no Carnaval menos poluentes do que o glitter

É nesse cenário de mudanças que ideias como a Dercy, que apresentamos por aqui recentemente, e a Negoçada surgem, conquistam as redes sociais e se preparam para ganhar as ruas neste mês. Com uma equipe composta exclusivamente por mulheres, das bordadeiras à cenografista, a dupla cria peças de lycra, lamê, tule e telas coloridas, além de acessórios com dizeres feministas, tudo feito à mão e exclusivo. É de uma parceria com a artista visual Rafaela Monteiro, aliás, que nasceram as lindas cabeças que nossa editora de moda aparece na foto.

temos cabeça 🌈⚡️ @negocada_carnaval #girlpower

A post shared by Chantal Sordi (@chantalsordi) on

Negoçada

(Negoçada/Divulgação)

“As orelhinhas de coelho fazem uma sátira. Elas são sarcásticas, ironizam sobre a objetificação do corpo da mulher e das coelhinhas da Playboy. Todas as orelhas de coelho que são pintadas pela Rafa também levam alguns patches que foram confeccionados e desenhados por mim e pela Maíra com frases como ‘Respeita as minas'”, explica Layana. Apesar de muito recente, elas já puderam sentir um gostinho da recepção de suas criações provocantes. E quando falamos provocantes é porque elas provocam sentimentos de estranheza à primeira vista, mas que logo se transformam em indagações e questionamentos. “É muito impressionante tudo o que a gente está vendo. Em quase todas as nossas peças existe o útero bordado onde realmente fica o nosso útero, e já aconteceu de homens perguntarem o que é esse elefante, o que é esse touro? Por que vocês tão divulgando o símbolo do Chicago Bulls? As pessoas não tem muita noção da anatomia do útero, do ovário, do clitóris, da vagina”, relembra.

As reações comprovam a eficiência do que Layana chama de peças “post-it”, uma roupa que dá um recado e serve como resposta direta ao assédio e à questão do corpo da mulher sem que seja necessário falar uma palavra. Depois que fevereiro passar, elas pretendem continuar com a marca, que até mesmo pela questão estética – há várias opções de body confortáveis que poderiam facilmente entrar em looks do dia – conversam com a moda de hoje. “Ainda estamos digerindo, assimilando tudo o que está acontecendo. Levantarmos uma bandeira de uma luta deixou a coisa muito mais séria. Não é só uma roupa, não é só uma fantasia, e a gente espera, sim, que as mulheres continuem usando no dia a dia”.

Por enquanto, as peças vão ser vendidas em eventos no Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte, mas já estamos ansiosas por mais pontos de venda e novidades. Vale ficar de olho no Instagram das meninas.

Negoçada

(Negoçada/Divulgação)

Negoçada

(Negoçada/Divulgação)

Negoçada

(Negoçada/Divulgação)

Negoçada

(Negoçada/Divulgação)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s