As marcas estão cada vez mais aderindo a desfiles que não sejam separados por gênero

O portal Business of Fashion divulgou um relatório no domingo passado sobre as mudanças no calendário das semanas de moda. Dentre as novidades, a constatação de que mais marcas passaram a combinar os desfiles masculinos e femininos em um só.

A Dsquared2, por exemplo, vai começar a unir os gêneros no ano que vem. Já a Club Monaco desfilou sua coleção mista durante a semana de moda de Nova York. Viviene Westwood fez o mesmo em Londres, assim como a Public School.

Gifes maiores como a Gucci e a Burberry também estão nessa. Alessandro Michele, diretor criativo da marca italiana, explica suas razões. “Parece natural para mim juntar masculino e feminino em um só desfile. É como eu vejo o mundo”.

Não é de hoje que as passarelas são palco dessa mistura e com a androginia tendo ganhado toda essa força nos últimos anos, a mistura de gêneros foi um passo natural. Algumas pessoas do mundo da moda, inclusive, já sonham com dia em que não apenas os desfiles não sejam mais dividos, mas as roupas também deixem de ser separadas por gênero e sejam escolhidas apenas pelo gosto de cada indivíduo. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s