Ashley Graham quer fazer todo mundo amar seu próprio corpo

A modelo Ashley Graham já começou a quebrar barreiras desde sua primeira capa de revista. Desde então, ela foi usando seu espaço para lutar a favor de uma sociedade que enxergue o corpo como algo mais diverso do que os padrões impostos. Recentemente, depois de postar uma foto em que aparecia “mais magra”, ela foi críticada por todos na Internet. Em uma carta aberta para o site Lenny Letter de Lena Dunham, criadora da série Girls, a modelo comenta sobre o ocorrido e toca em vários assuntos delicados que precisam ser discutidos com urgência no mundo da moda. Confira os highlights mais importantes abaixo.

Lidando com os “haters” nas redes sociais

“Todo mundo diz que você nunca deve ler os comentários. Eu simplesmente não consigo obedecer isso. As redes sociais me deram uma voz e me permitiram ir além do meu posto de ativista do corpo. Sem isso, eu não poderia ter criado a comunidade #BeautyBeyondSize. Meus seguidores são as primeiras pessoas que eu busco quando preciso de feedback.”

Sobre a imagem que se tornou um viral

Glam squad magic 💕

A post shared by A S H L E Y G R A H A M (@theashleygraham) on

“Não pensei duas vezes ao postar e logo a foto explodiu nas redes. Não porque estou bonita usando roupas de luxo e que normalmente não faz peças para mulheres do meu tamanho, mas sim porque as pessoas têm uma visão errada do corpo da mulher e quem têm direitos sobre ele.”

Aceitação do seu peso

“A realidade é que eu não perdi nenhum quilo esse ano. Na verdade, estou mais gorda do que estava três anos atrás, mas aceito o meu corpo como ele é hoje. Eu não malho para perder peso, mas para manter minha saúde em dia. E de qualquer forma, se eu quisesse perder peso, essa decisão seria só minha.”

Na mira do body-shaming

“Para alguns, eu tenho muitas curvas. Para outros eu sou muito alta, tenho muito peito, barulhenta demais e agora, muito magra. Quando eu postei uma foto de um ‘ângulo bom’, eu recebi muitas críticas por parecer muito magra e comercial. Quando eu posto fotos mostrando minha celulite, estrias, e pneuzinhos, sou acusada de promover a obesidade. O ciclo do body-shaming precisa parar agora. Eu estou cansada!”

Representação

“Eu represento todas as mulheres que não estão confortáveis em sua própria pele, que precisam de um lembrete que seus corpos são únicos e lindos. Tenho muito orgulho do meu trabalho como modelo e estou ainda mais orgulhosa em colocar luz sobre a questão da auto-estima e diversidade de tamanhos na indústria da moda.”

Se ainda não ficou claro…

“Meu corpo é MEU corpo. Eu dito as regras.”
 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s