Bruxas urbanas: o que há por trás da estética atual da Dior

Em sua coluna #VisõesdeVivi, Vivian Whiteman analisa as "bruxas rebeldes" que estão espalhadas pelas passarelas e pelas ruas.

Nina Simone tinha a seguinte teoria: o artista tem a obrigação de refletir seu tempo. Como ela tão brilhantemente fez, sobretudo cantando e falando sobre as dificuldades de ser mulher em um mundo racista dominado pelo machismo. Tenho para mim que o mesmo se aplica aos estilistas. É preciso falar do mundo de alguma maneira.

Leia mais: Maria Grazia Chiuri fala sobre a nova era feminista da Dior

Ainda sobre o impacto da estreia de Raf Simons para a Calvin Klein, tão hábil em recriar os códigos da marca, dos EUA, das ameaças de Donald Trump e ainda fazer roupas belíssimas, dou ainda mais razão a Nina. E, pensando nisso, enxergo como outros designers estão refletindo seu tempo. Ando especialmente interessada nas novidades de Maria Grazia Chiuri na Dior.

misticismo-colagem

(Victor Aguiar Magalhães/ELLE)

É claro que a maison Dior estar hoje encarnada em uma mulher é especial. E Maria Grazia chegou com gás, disparando seus “new looks” sem medo. A designer não é muito de ladies e princesas – ela invoca as bruxas. Essa imagem anda em alta, aliás. Além de contraponto à passividade da realeza, a bruxa se relaciona a imagens de mulheres independentes, seguras, donas de sua sexualidade e, por outro lado, perseguidas.

As bruxas urbanas não estão só na Dior, andaram aparecendo por todo lado, e têm sua versão mais street em grifes como Vetements (com túnicas, capuzes, pentagramas e misturinhas black metal). Em outras, ganham contornos meio de santas, sacerdotisas. Umas mais e outras menos, mas todas inspiram um pouco de medo. Não porque possam fazer algo de ruim, mas pelo que carregam de desconhecido.

Essa imagem também foi adotada pelas feministas em marchas ao redor do mundo e, ao mesmo tempo, está nas redes nos looks de celebridades como Rihanna. A bruxa solta na moda trouxe de volta o preto pesadão, as transparências ousadas, os sapatos com megassolados ou saltos mais grossos e fivelas, o make nada discretinho e tantas outras coisas que o manual das mocinhas comportadas despreza. Também resgatou a vibe bruxona hippie, com os vestidões do tipo setenta.

Não que a moda sempre crie bruxas rebeldes. Em alguns casos, a bruxaria de butique é tão careta e fofinha quanto um episódio do seriado vintage A Feiticeira. Mas as criações de Maria Grazia têm, sim, algo que fala de transgressão.

Leia mais: “Nós todas deveríamos ser feministas.” Maria Grazia Chiuri estreia na Dior com mensagem empoderadora

Não à toa, ela também uniu as feiticeiras com um discurso feminista, incluindo a já célebre camiseta com a frase de Chimamanda Ngozi Adichie: “We should all be feminists”. Note que não foi qualquer statement, mas um feito por uma feminis- ta negra, defensora do protagonismo das mulheres negras nessa nova fase de lutas. A própria Chimamanda foi ao desfile da Dior e apoiou a iniciativa. Evidentemente que a autora não achou que a camiseta por si só resolve alguma coisa, mas considerou o lembrete válido, tipo um bom outdoor.

Um dos títulos dados a Nina Simone foi o de “alta sacerdotisa do soul”. Ela estava sempre feiticeira, com seus headpieces, turbantes e acessórios. Mas o mais forte nela eram o olhar e a voz. Talvez por isso a figura das bruxas provoque medo: elas falam firme e olham de frente. Quem não gosta, no entanto, deveria se acostumar. Os cartazes, as marchas e a moda avisam que essas mulheres e sua atitude vieram para ficar.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s