Cemfreio estreia na sapataria protestando em campanha

Victor Apolinário, fundador da etiqueta, faz lançamento e fala de racismo estrutural.

“Sou sneakerhead desde moleque”, relembra Victor Apolinário, fundador da Cemfreio, marca que desfila na Casa de Criadores e está lançando a sua primeira linha de sapatos genderless. “Onde cresci, sapato é status. Criar o seu é como alcançar um novo patamar na escala Beyoncé de sucesso”, brinca. Apesar de ser fã de tênis, o modelo que dá o start à nova linha é uma bota over-the-knee transparente.

O acessório em questão é uma mistura de chelsea boot com um modelo de salto. “A ideia é descentralizar a noção de gênero“, explica o estilista envolvido com a causa desde sua estreia. Não à toa, os pares (que serão feitos sob medida custando R$ 750) têm numeração disponível até o 45.

Cemfreio

(Cemfreio/Divulgação)

Na campanha, o designer aproveita a oportunidade para trazer à tona questões que vão além da próxima leva de produtos que está criando. A Transparency Campaign — como ele chama a série fotográfica — retrata as tais botas com carne moída dentro delas. Na justificativa, entra em jogo a canção Carne Negra, famosa pela voz de Elza Soares: “A carne mais barata do mercado é negra.”

“Essa carne não é de boi ou de frango. Ela representa a carne humana, ao mesmo tempo em que o plástico faz alusão às estruturas que diminuem as nossas potências.” Ao lado das imagens, Apolinário colocou dados assustadores sobre a realidade da população negra brasileira, como o aumento de 22% nas mortalidade entre as mulheres negras.

Cemfreio

(Cemfreio/Divulgação)

Além de suscitar um debate importante, o estilista também pretende reverter parte dos lucros para a família de Rafael Braga. “Hoje, ele é o símbolo de todas as estruturas racistas no Brasil”, diz sobre o jovem negro que foi condenado a 11 anos e três meses de reclusão por porte de uma garrafa de desinfetante em uma manifestação em 2013. “A moda me faz alcançar mais pessoas, mais gestos e, pela indigestão, tento mesclar política, arte e, no fim das contas, também fazer um belo produto.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s