Como criar um armário ideal com apenas 8 peças de roupa

Claire Carusillo testou o sistema criado pela marca americana Eileen Fisher, que promete facilitar o momento de se vestir.

Faz cerca de um ano que a colunista de beleza do Man Repeller, Claire Carusillo, descobriu o The System, um conjunto de oito peças criadas por Eileen Fisher com o intuito de facilitar o armário. “Se vestir com uniformes estava em alta há um ano e mulheres da minha idade parecem fantasiar constantemente sobre se vestir de forma simples e elegante. Eu nunca estou cansada porque tenho muito tempo livre, mas, de qualquer forma, fiquei obcecada com a ideia do The System”, conta ela em reportagem ao site.

 

Ela fala sobre os motivos da experimentação: “Quero deixar claro que eu não sou chique. Não sou nem bem vestida. Mas estava buscando uma mudança. Usualmente, eu estou usando muitas camadas, e não tenho certeza de qual é o público das roupas que chegam às lojas de fast fashion.” Por fazer muitas experimentações de beleza, ela também procurava roupas que a deixassem mais neutra e chamassem menos atenção. Confira abaixo o vídeo promocional que cria 25 looks com as 8 peças:

Leia mais: É possível ser feliz com seis peças de roupa?


O guarda-roupa modular é formado por quatro tipos de calça, dois casacos leves, uma regata e uma regata mais longa.  “Apesar de tudo, o The System é caro”, afirma Claire — uma calça simples custa certa de U$ 238, por exemplo. Por isso, ela tentou recriar os looks durante um ano com as peças de marcas mais baratas. A empreitada funcionou, mas ela ainda tinha o desejo de testar a marca americana que é reconhecida pelo cuidado com os tecidos e ótimo caimento. Quando surgiu a oportunidade de fazer um teste para o Man Repeller, ela aproveitou.  “Depois de alguns ajustes (uma calça estava muito larga), o que parecia um desafio deixou de sê-lo.

Na verdade, os conjuntos foram criados por Eileen para serem a base perfeita de qualquer armário — e serem adornados com um ou outro adicional.  No entando, por cerca de dois meses ela usou exclusivamente o sistema, com apenas dois pares de sapatos — um oxford de couro e Danskoks, uma espécie de clog de borracha.  “Como planejado, ninguém notou a diferença ou a repetição. Eu usei as peças na escola, para meu novo trabalho como recepcionista, para reuniões e para a única vez que eu fui a um bar.”

Any day, any season.

A post shared by EILEEN FISHER (@eileenfisherny) on

Ela antecipa as questões mais comuns: “Se eu senti a perda da minha personalidade? Não, porque eu usei algumas tote bags diferentes ao longo dos dias.”  E continua: “Porque eu estou propagandeando um sistema que funciona exatamente como as versões mais baratas de lojas de departamento? Ainda não tenho resposta para isso. Mas é bom se sentir secretamente suntuosa, mesmo que ninguém mais saiba disso. E essa é a grande beleza do The System.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s