Como montar looks na vida real tão incríveis quanto os que você vê no Pinterest

Montar um guarda-roupa parece uma tarefa automática, mas dá muito mais trabalho do que podemos imaginar. Quando construímos o nosso estilo, temos que levar em consideração muito mais do que apenas as ‘roupas da moda’ ou as ‘tendências do momento’.

Leia Mais: Os looks e sapatos mais populares do Pinterest são surpreendentes

Por isso, ferramentas como o Pinterest são tão importantes. A rede social permite que você crie uma pasta com inspirações e use o seu banco de dados para buscar imagens que combinem com o estilo que você tem ou quer ter e tire dali tudo o que você precisa para conquistar o seu armário dos sonhos.

Porém, igualmente comum é a ideia de que tirar esse tipo de inspiração da internet para a vida real é muito trabalhoso e, portanto, uma tarefa sem sentido em uma vida tão atolada de tarefas o tempo todo. E, no fim das contas, a pastinha de inspiração do Pinterest se torna apenas mais uma pasta de ‘closet dos sonhos’ que ninguém consegue usar no dia a dia.

ELLE conversou com Carla Lemos, do Modices, Lu Ferreira, do Chata de Galocha, e Joanna Moura, do Um Ano Sem Zara, para saber, exatamente como mudar esse ciclo e usar a web para montar produções tão incríveis quanto as da fashionistas que vemos por lá.

1. Procure pessoas parecidas com você

“Muitas brasileiras são curvilíneas e se você não é uma heavy user do Pinterest, pode acabar se deparando com muitas opções de meninas nórdicas, nível Strockholm Street Style. Isso pode ser um pouco complicado, você pode ficar frustrada se veste 40 e quer se inspirar na menina que veste 36”, diz Carla.

Reprodução/Pinterest

Reprodução/Pinterest

Ou seja, na hora de fazer a busca por inspirações, saiba como procurar e busque por imagens de mulheres que, de alguma forma, representem o seu corpo real. Isso torna mais fácil a tradução dos looks da internet para o seu guarda-roupa e tudo fica mais palpável.

2. Comece com o que você tem

Outra dica de ouro de Carla é sempre vasculhar o seu armário antes de qualquer coisa, até mesmo para saber o que você tem e o que pode ser reaproveitado. “Partir do seu próprio armário para fazer a pesquisa é algo que funciona muito porque fica muito mais próximo. Pelo menos uma peça você garante para conseguir fazer essas produções”. Vale a pena, por exemplo, pesquisar looks que tenham aquele seu “colete de alfaiataria” ou “saia de paetês”.

5. Busque por peça

Lu explica que também usa a dica da busca por peças na rede social: “Dá para achar de tudo no Pinterest, inclusive looks de pessoas anônimas, que é o que acho mais interessante. Eu, geralmente, busco uma peça e me inspiro nas imagens que a ferramenta traz”.

Reprodução/Pinterest

Reprodução/Pinterest

3. Foque nas cores

“A cartela de cores é a maneira mais fácil de você começar a se inspirar nos looks do Pinterest porque normalmente são umas cartelas diferentes, combinações de cores que inspiram e que é mais fácil de você reproduzir”, explica Carla.

Às vezes, você não tem uma peça parecida com a da imagem, com o mesmo shape ou corpo, mas tem algo naquela mesma cor ou em uma tonalidade bem semelhante. “E só de você fazer essa combinação de cores, já vai deixar o seu visual mais interessante”, completa a blogueira.

5. Use os acessórios como referência

Os acessórios costumam ser um investimento mais acessível do que uma peça de roupa de qualidade. Por isso, eles podem ser a saída para  você criar um look que reflita aquilo que você vê no seu board de inspiração. “Acessórios são sempre uma ótima maneira de dar mais personalidade e versatilidade às peças que a gente já tem”, diz Jo.

Reprodução/Pinterest

Reprodução/Pinterest

6. Pense no styling

Jo explica que o mais legal do Pinterest é que ele é uma fonte inesgotável de truques de styling. Enquanto pode ser difícil você encontrar peças que traduzam, ao pé da letra, um look que você vê na rede social, ele pode ser uma fonte incrível para dar um up na produção e sair do lugar comum: “Acho que o legal do Pinterest é encontrar combinações e truques de styling inusitados, coisas que muitas vezes a gente não pensaria por conta própria, mas que, depois que vê, fica se perguntando: ‘Como não pensei nisso antes?’. É mais sobre ajudar a abrir a cabeça e menos sobre achar coisas para comprar”. 

Reprodução/Pinterest

Reprodução/Pinterest

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s