Conheça estas marcas independentes criadas por mulheres

Support your local gang!

Um grande marco recente no mundo da moda foi a decisão da Dior contratar sua primeira diretora criativa mulher na história da marca, Maria Grazia Chiuri. O fato foi considerado uma vitória por mostrar que mulheres devem, sim, ocupar espaços de poder, principalmente em uma indústria em que ela é majoritariamente o público-alvo.

Apesar de nas grandes maisons ainda ser pequeno o número de estilistas femininas, isso não acontece no mercado independente de moda. Várias designers seguem com as suas próprias marcas, enfrentando os desafios diários do empreendedorismo. Conversamos com algumas delas para contar um pouco do dia a dia deste tipo de negócio.

OH STUDIO

Um trabalho de conclusão de curso se transformou em uma marca de lingeries estilosa. As referências de Cibele Silva vão dos anos da Renascença aos anos 1950. “Os sutiãs de renda são o carro-chefe das coleções e são complementados por calcinhas, bodies e peças de vestuário-lingerie”, conta a estilista. Sobre o mercado de trabalho, ela acredita que estamos em um bom momento para mulheres empreendedoras, opinião similar a de Stella McCartney: “Até então nenhuma dificuldade de aceitação do meu trabalho em função de desrespeito ou discriminação de gênero”, conta Cibele.

lov u bra ' |disponível no site: ohstudiolingerie.com

A post shared by O H S T U D I O lingerie (@ohstudiolingerie) on

Ziovara

Se você é fã de tendências, provavelmente já passou pelo Instagram da Ziovara. Criada pelas irmãs Giovanna e Giuliana Girioli, a ideia veio do sentimento de descontentamento com as lojas locais, em 2015. “Nós sempre fomos apaixonadas por tendências, e sentíamos falta de encontrar produtos legais no Brasil com preço bacana”, conta Giovanna.

A estilista acredita que o sucesso do seu e-commerce é o timing: “O nosso diferencial é que somos muito ligadas nessas mudanças, e principalmente muito rápidas. Quando desconfiamos que algo vai ser desejo, nós já corremos para lançar”. Com t-shirts divertidas como protagonistas, os produtos vão de roupas a acessórios e até sapatos. Em ponderação, ela comenta que não sabe se sofre mais preconceito por ser mulher ou por ser um pequeno negócio. Quanto mais você se aproxima do “chão de fábrica” mais difícil é. Eles questionam se você sabe do que está falando”.

mermaids do it better 💦🐚🐬💖✨🌸

A post shared by Z I O V A R A . C O M . B R (@ziovara) on

Leia mais: Dercy: o encontro entre o Carnaval e a moda independente

Maria Mendes

Maria tem o seu próprio ateliê de vestidos de noiva há 5 anos. Antes disso, passou por nomes como Patricia Vieira e até mesmo Oscar de La Renta. “Ter o foco do design e da execução em uma única cliente é muito especial”, conta ela sobre o encantamento de sob medida. Em sua marca, ela cria vestidos exclusivos para noivas e madrinhas de casamento. Em uma equipe também toda composta por mulheres, a designer divide que o seu maior desafio foi ter começado jovem: “Senti muito por ter iniciado o ateliê muito nova, com 24 anos já estava criando vestidos de noiva e carregando uma responsabilidade enorme”.

Amamos esse vestido todo bordado da nossa noiva linda @juliatemke com foto incrível da @lauracpcs 💛💐

A post shared by Maria Mendes • Wedding Atelier (@mariamendesatelier) on

Três

O estilo carioca da loja Três tem encantado muitas meninas. Peças versáteis e cores básicas permitem criar looks para diversas ocasiões. A marca vem de uma ligação muito especial entre mãe e filha. Guta já possuía um fábrica de roupas quando Fernanda chegou com a ideia de uma etiqueta própria. “Parando para pensar, eu tinha dois desafios: ser mulher e ser muito nova, eu tinha apenas 20 anos quando comecei a participar integralmente da marca”, a estilista divide. Hoje, três anos depois, as coisas já melhoraram: “acredito que, com o tempo, fui ganhando a confiança do pessoal”.

macaquinho amarração sub, disponível on-line e nas lojas físicas #lojatres

A post shared by Loja Três (@lojatres) on

Giucouture

A marca de camisetas bordadas exclusivas da jornalista Giuliana Mesquita começou de uma forma bem despretensiosa: “o presente de aniversário do meu melhor amigo não chegou a tempo e eu precisava dar algo pra ele, daí decidi comprar a camiseta e bordar”, ela conta. Porém, o interesse das pessoas cresceu e a fez seguir com as encomendas.

O ponto forte? Você mesmo pode escolher o que ficará bordado em sua camiseta. Seja uma frase ou apenas uma palavra. O bordado pode ser feito em blusas pretas ou rosas e todo processo é feito pela própria Giu. “Desde comprar as camisetas no fornecedor até bordar, organizar os pedidos e levar os pacotes no correio”.

meu best seller 💕 @renata_barranco

A post shared by G I U C O U T U R E (@giucouture) on

Pink Vanilla

Há cinco anos, Mariana Andrade abriu a própria marca quando sentiu que não encontrava peças básicas com modelagens legais. O best seller da Pink Vanilla, desde então, são também as t-shirts. “Seguimos um estilo bem amplo, gosto de abranger vários tipos de meninas e mulheres, mas mesmo assim manter um pouco da nossa essência mais básica”, conta a designer.

❤ www.pinkvanillashop.com

A post shared by Pink Vanilla (@pinkvanillashop) on

SRI Clothing

Talvez você já tenha visto por aí a saia transparente que Bruna Marquezine e Nah Cardoso usaram nos últimos tempos. O modelo que bombou nas redes sociais é produto da SRI Clothing, marca carioca de moda. Ana Cristina Agra, a estilista e dona da marca, diz que também começou quando começou a sentir muita falta de encontrar roupas diferentes e estilosas na cidade. “Acho que somos influenciadas por muitos estilos diferentes, o que dá um resultado único, com uma pegada alternativa-cool-edgy”, ela divide.

Sua experiência como mulher no mercado não foi fácil: “Já precisei algumas vezes de uma “voz masculina” ao meu lado para conseguir algumas coisas. Já tive profissionais que não me levaram a sério. Ainda há uma resistência bem grande a aceitarem um comando feminino”. Porém, mesmo assim, ela se mantém otimista: “acredito – e torço muito – para que isso esteja mudando”.

tá tendo muito carnaval 💖@brumarquezine musa maior de todos os tempos com a nossa saia mia holo, styling pelo sempre maravilhoso @antonioschuback 💘💘💘

A post shared by ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀▲ S R I ▲ (@sriclothing) on

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s