Fator festa: estilistas norte-americanos se dedicam a povoar o red carpet com suas criações

Apesar da NYFW ser mais conhecida pela força de suas marcas esportivas, algumas etiquetas investem no sentido contrário.

Alexander Wang, Phillip Lim, Rag & Bone são alguns dos nomes que nos vem a cabeça sempre que pensamos em New York Fashion Week. O que eles têm em comum? A capacidade de transformar itens esportivos em hits de luxo entre as fashionistas. Por isso, a semana nova-iorquina ganhou a fama de sempre ter uma pegada mais relax e menos glam. Contudo, alguns estilistas que se apresentam por lá não largam mão de um bom vestido de festa para ganhar os holofotes.

Agência Fotosite

Agência Fotosite

Uma das líderes desse contra-movimento é Jenny Packham. Sua coleção é uma das poucas que trabalha com roupas de gala do primeiro ao último look. Não à toa, é bem fácil encontrar alguma atriz a bordo de suas criações no tapete vermelho. America Ferrera é uma das fãs da label. Delicados bordados brilhantes e o mix com tecidos esvoaçantes são sua especialidade. No entanto, foi este reluzente longo vermelho com fenda lateral que ganhou o feed do Instagram dos fashionistas no dia de sua apresentação. Paixão instantânea!

Agência Fotosite

Agência Fotosite

O DNA de estilo de Carolina Herrera é reconhecível a distância: a elegância é que pauta as aventuras da designer na moda. Nesta temporada, não foi diferente. Como sempre, várias opções para a noite atravessaram a passarela de seu inverno 2016. Os longos, desta vez, tinham um quê de mitologia grega. Drapeados, tons neutros e materiais leves eram maioria. Apesar disso, o roxo usado pela top Karlie Kloss ao fechar a apresentação foi o que fez o nosso coração bater mais forte.

Agência Fotosite

Agência Fotosite

Christian Siriano, o jovem “fierce” que venceu o Project Runway em 2008 e ganhou seu spot na NYFW, é outro dos entusiastas da moda festa. Sem deixar o daywear de lado – com boas opções de tricôs grossos e com visual handmade – ele acertou ao misturar a alfaiataria com vestidos. O terninho vermelho cujo blazer se alonga em uma cauda ampla causa impacto imediato. Outra de suas apostas para a temporada são os babados – como eles também apareceram no inverno de Rosie Assoulin, é bom ficar de olho: uma trend pode estar prestes a nascer.

Agência Fotosite

Agência Fotosite

Por fim, Monique Lhuillier se jogou nos anos 1970 para dar ares vintage a sua linha de roupas para o dia. Depois que o sol se põe, ela investe na delicadeza da flores para criar ornamentos de diferentes tipos para seus vestidos. Bordados e volumes perpassam a maioria de seus looks destinados a eventos de gala. Para quem curte a vibe maximalista, a estilista filipina é a escolha certa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s