Gloria Coelho tem assimetria como tema principal de seu desfile

Gloria Coelho apresentou ontem seu desfile na Faculdade de Belas Artes e anunciou algumas novidades. Ao mesmo tempo em que decidiu incorporar ao desfile algumas peças de sua coleção comercial, contou que fará uma linha de joias (com diamantes!) para ser vendida na loja. Uma ideia muito oportuna de hi lo e de mix de produtos que a estilista começou a apresentar na passarela logo após essa conversa com os jornalistas.

A coleção é muito completa e a ideia de misturar as peças que são desdobramentos comerciais do conceito inicial não empobreceu a apresentação. Pelo contrário, a deixou mais desejável e leve. É claro que Gloria continua com seus exercícios arquitetônico mais complexos, mas ver  a um só tempo como eles se transformavam em peças mais simples e casuais, sem perder o charme, foi muito didático. A locação fez ainda mais sentido nesse caso, com os convidados sentados em fila num dos auditórios da faculdade.

Agência Fotosite

Agência Fotosite

A assimetria é o tema principal da construção das roupas, o que de novo faz sentido: reflete a assimetria entre conceitual e comercial, entre exclusivo e acessível, mostrando que essas diferenças são capazes de criar todos harmônicos.

Gloria mantém seu lado intuitivo e viajante, mas desta vez ela mesma diz que criou uma menina “cerebral”, que encontra prazer na arquitetura e nas sutilezas do pensamento. Ao mesmo tempo, é, nas palavras dela, uma garota rica e rebelde, que tira férias no mediterrâneo mas flerta com o punk. Ou seja, mais assimetrias.   

Tudo isso se desdobra numa coleção feita de camadas e construções ousadas, que é mais brilhante na primeira metade do desfile, com casacos, vestidos e saias com tiras e partes móveis, looks de couro e uma ótima série de sapatos minimalistas. A estilista também mostrou algumas peças de moda praia, muito bem realizadas e feitas com um novo tecido tecnológico mais firme e modelador. Algumas peças também foram produzidas com tecidos inteligentes que combatem a celulite, mais um passo de Gloria, essa assimétrica amante dos anos 1960 que está em constante romance com o futuro.

Agência Fotosite

Agência Fotosite

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s