“Lady Gaga era obcecada pelo meu visual, e eu não sei por que”

A estilista está em turnê com o lançamento de seu livro, e falou sobre a cantora, as modelos de Instagram e comparações com o irmão.

Donatella Versace está mais exposta do que nunca fazendo a turnê do seu livro, Versace, que começou no museu Victoria & Albert, em Londres, no último domingo (4.12). A estilista está bastante aberta, falando sobre a sua trajetória e as fotos que ilustram a obra, e discutindo temais atuais, como a influência das redes sociais no mundo da moda.

Ela, que decidiu aderir ao Instagram no fim de 2015, explica que pegou gosto em dividir a sua vida com os fãs, mas que sabe que existem algumas coisas que devem ficar longe do aplicativo. Ainda assim, reconhece o poder da rede e a influência que meninas como Gigi Hadid e Kendall Jenner têm por causa dela.

“A Gigi, a Bella e a Kendall são modelos do Instagram. Elas são celebridades e não há nada de errado nisso”, declarou. “Porém, a nossa próxima campanha, que fizemos em parceria com o Bruce Weber, vai ser um marco usando modelos que não são famosas online”.

Leia mais: Lady Gaga vai interpretar Donatella Versace na TV

Donatella comentou também sobre campanhas passadas, incluindo a primeira que fez após a morte do irmão, Gianni Versace, em 1997, com Courtney Love – e citou tantas outras mulheres poderosas que posaram para a label desde então, como Madonna e Lady Gaga. Para ela, o mais importante sobre essas modelos é a sua capacidade reinvenção.

“A Lady Gaga era obcecada pelo meu visual, e eu não sei por que. Mas é incrível que ela possa ir daquele look excêntrico com um vestido de carne para uma mulher elegante e glamourosa”.

Leia mais: Donatella Versace: “Sou feminista. Sempre fui. Para mim, isso está relacionado a sua busca por empoderamento”

Donatella ainda relembrou o momento em que decidiu participar da campanha da Givenchy para a temporada de outono 2015 da grife. “Riccardo [Tisci] é parte da família, e eu sempre estou aberta a falar com outros designers. Nós não devemos ser postos uns contra os outros. Eu trabalhei com Christopher Kane e Anthony Vaccarello para a Versus, e eu posso não ter trabalhado com o Riccardo ainda, mas ele sempre se inspirou na Versace”, disse.

“Eu estava determinada a não ser massacrada”, diz Donatella Versace sobre a marca

(Givenchy/)

Leia mais: Versace inaugura hotel 5 estrelas em Dubai

Donatella, que criou um verdadeiro império com a marca fundada pelo irmão, terminou contando que decidiu posar nua para as lentes de Steven Meisel, logo depois que assumiu a direção criativa da maison, como uma forma de fazer um statement. Ela queria provar sua capacidade de ir em frente com a casa.

“É algo do qual eu me orgulho. Eu não tenho vergonha do meu corpo. Eu não podia ser o Gianni. Depois que ele morreu, todo mundo estava me comparando a ele e eles tinham certeza que eu seria massacrada. Mas eu estava determinada a não ser. Essas fotos me ajudaram a me estabelecer como chefe”.

 

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s