Modelo desabafa e diz que perdeu desfile por ser “grande demais”

De acordo com Ulrikke Hoyer, diretora de casting da marca sugeriu que ela deveria "consumir apenas água nas próximas 24 horas" para participar do evento.

Não é raro que modelos que desfilam nas passarelas falem publicamente sobre serem rejeitadas por suas medidas — o que é um cenário assustador, levando em consideração que elas tendem a ser magérrimas. Por causa das recorrentes denúncias de maus tratos e desordens alimentares, por exemplo, o governo francês aprovou recentemente uma lei que exige atestados médicos de saúde para que elas possam trabalhar.

O caso mais recente é da modelo dinamarquesa Ulrikke Hoyer, que afirma ter sido dispensada do desfile Cruise da Louis Vuitton por ser, em suas próprias palavras, “muito grande”. Durante os desfiles de outono da maison, ela havia sido uma modelo exclusiva da casa.

I just returned from Tokyo/Japan, where Louis Vuitton held a beautiful cruise show in Kyoto, I just never made it to Kyoto cause I was canceled for the show due to being ‘too big’. (I’m a size 34-36) Ashley Brokaw’s caster Alexia had said that there had been some problems during the fitting. According to her I had “a very bloated stomach”, “bloated face”, and urged me to starve myself with this statement “Ulrikke needs to drink only water for the next 24 hours”. I was shocked when I heard it. I woke up at 2am and was extremely hungry. The breakfast started at 6:30am – I had the absolute minimum. I was afraid to meet Alexia so my luck she didn’t arrive until 8am, when my plate was taken off the table. She said good morning to me and the other girls and looked at me, then down on my non-existent plate and up at me again. She was checking if I had been eating food. At 7pm my mother agent from Denmark called my to tell the sad news that Louis Vuitton had chosen to cancel me from the show without the refitting and that I was going to be sent back home. Not only did I have a belly, my face was puffy now also my back was a problem. I am glad I’m 20 years old with an elite sports background and not a 15 year old girl, who are new to this and unsure about herself, because I have no doubt that I would then have ended up very sick and scarred long into my adult life. TO READ THE FULL STORY CLICK IN MY BIO!!!!!!! #LVCruise2018 #mistreatmentofmodels #AshleyBrokaw #thefutureisfemale #sowhyeatingdisorders #youknowitstrue #shareifyoucare #jamespscully

A post shared by Ulrikke Hoyer (@ulrikkehoyer) on

Ulrikke compartilhou sua história no Facebook e Instagram, em um post que já conta com mais de três mil comentários — muitos deles aplaudindo a coragem da modelo de falar sobre o tema. De acordo com ela, quando viajou a Paris para a primeira troca de roupas, foi confirmada para o desfile “antes mesmo de vestir novamente as próprias peças”. Ela afirma que “sabia que não estava em sua forma mais magra para um desfile”, mas ficou feliz pois a marca a aceitou mesmo assim. Quando viajou ao Japão, a medida de seu quadril estava 0.5 cm menor do que antes.

Leia mais: “Comprar roupas é assustador”, desabafa modelo britânica

No dia seguinte à chegada a Tóquio, após experimentar novamente as roupas que seriam desfiladas, ela recebeu uma mensagem assustadora de seu agente francês: a diretora de casting afirmou que ela estava com o rosto e o estômago “inchados”, e que “deveria consumir apenas água nas próximas 24h”.

Chloé 💗 Thank so so very much @clarewaightkeller @jane_how @eloyelmani_casting #dreamteam 🙌🏼

A post shared by Ulrikke Hoyer (@ulrikkehoyer) on

Antes mesmo de realizar a última troca de roupas marcada para o próximo dia, Ulrikke descobriu que estava fora do desfile — e recebeu a confirmação de que suas medidas eram a motivação para a decisão. Após o jantar, ela foi mandada de volta para casa de avião, se sentindo humilhada.

A modelo fez questão de afirmar que não culpa o diretor criativo da marca, Nicolas Ghesquière, pelo incidente: “ele é muito legal e trata todos com respeito, e inclusive lembra dos nomes de todas as meninas”, mas afirma que “as peças de passarela são feitas para garotas com doenças alimentares. Assista ao show e veja você mesmo, até as calças mais apertadas ficam largas nas modelos que eles contratam”, escreve a modelo.

Ulrikke finaliza com uma mensagem poderosa sobre o principal motivo de suas postagens: “estou feliz que tenho 20 anos, e não sou uma menina novata de 15 anos que não tem segurança sobre si mesma, porque eu não tenho dúvidas de que eu teria terminado muito doente durante minha vida adulta“.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s