O que é que a parisiense tem? O street style da vida real da cidade-luz

Toda semana, Ana Garmendia e Eduardo Sguerra nos trazem um clique dos looks que desfilam pelas ruas de Paris fora da temporada de moda. Tudo isso, é claro, acompanhado de uma boa conversa sobre estilo.

Elena Castello

Como você chamaria seu estilo? Pode descrever o look da foto?

Retro-nostálgico. Eu amo misturar peças antigas com modernas na busca pela originalidade. Minha blusa é vintage, foi criada por volta dos anos 1910 e a pantalona verde é do Dries Van Noten, um dos meus estilistas contemporâneos preferidos, um grande conhecedor da história da moda e da arte. As cores que ele usa são magníficas! Meu cabelo e minha maquiagem seguem regras parecidas: adoro os penteados antigos, fim do século 19, começo do século 20 e os anos 1940. Meu batom é quase laranja. Apesar do jeito de brechó, eu tento seguir os tempos modernos a minha maneira. Para mim, vestir-se é como fazer uma pintura, um equilíbrio de cores e formas.

Ana Garmendia

Ana Garmendia

Como a cidade de Paris e o mito da “parisiense” influenciam sua maneira de vestir?

É a historia da cidade, seus bairros antigos, seus museus, os pequenos bistrôs que me fazem sonhar e que me inspiram. Quando eu saio pelas ruas, penso na Garçonne dos anos 1920 ou nas mulheres com seus chapéus decorados por plumas nos jardins de Luxemburgo. E depois eu penso em Jane Birkin e nos anos 1960. Sua elegância e suavidade me fascinam. Pensar em tudo isso me dá vontade de me vestir como eu quero com toda liberdade e elegância. A mulher parisiense jamais foi um mito. Ela sempre foi real. Paris é uma cidade inexplicavelmente inspiradora.

Qual a sua relação com a moda?

É uma relação de fascinação constante. Aprendo muito com ela. Eu trabalhei para uma boutique de roupas antigas e, por isso, tenho uma pequena coleção de peças de época. Vestí-las me faz sonhar. A moda nos conta histórias, sobre a mulher, sobre a nossa sociedade. É por isso que me interesso tanto.

Ana Garmendia

Ana Garmendia

O que é essencial para você, a beleza ou a roupa?

A feminilidade.

O que é indispensável para você na sua rotina com a moda e a beleza?

Batom, pó, acessórios antigos e saltos altos.

Uma fórmula para estar bem vestida todos os dias?

Se divertir com as roupas. Seguir seu próprio estilo, estar inspirada. Temos que nos sentir belas mesmo quando vamos ao supermercado ou dormir. Faz bem ao espírito! Eu li uma velha revista feminina dos anos 1940 e, dentro do conselho de ser prática e elegante, eles falavam muito sobre as camisolas. Nós podemos fazer tudo, mas nunca esquecer a elegância, mesmo na hora de dormir.

Quais são seus ícones de moda?

Tenho muitos! Admiro o glamour das atrizes dos anos 1940 e 1950, como Lauren Bacall e Ava Gardner. Minha preferida é Monica Vitti, pela sua beleza, sua elegância e seu senso de humor. E adoro Diane Keaton por seu estilo masculino e retrô.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s