O tule dominou os looks de alta-costura em Paris

Depois da febre dos vestidos da inglesa Molly Goddard, o tule ganhou novo fôlego na Couture.

Apesar de ser tradicionalmente ligado à cultura do ballet, o tule tem ganhado cada vez mais o coração das fashionistas. Quem deu o start na tendência foi a inglesa Molly Goddard. Superjovem, ela cria vestidos com o tecido que – mesmo sendo volumosos e coloridos em tons pastel – tem estilo moderno e passam longe do visual “girlie”.

Leia mais: Subverter a feminilidade é a missão destas designers

A Semana de Alta-Costura também entrou no mood da estilista para transformar o material em tendência no mercado do mais alto luxo. Separamos aqui algumas das criações das maisons que se apresentaram no evento usando e abusando do volume, da transparência e do charme do tule.

Victor & Rolf

VICTOR & ROLF: No desfile da dupla holandesa, cujo trabalho é sempre marcado por traços surrealistas, o tecido apareceu de forma lúdica nos visuais multicoloridos. (FOTOSITE/Agência Fotosite)

Valentino

VALENTINO: Pierpaolo Piccioli começou sua trajetória solo na couture da maison italiana com o pé direito. Em seu desfile austero, o tule deixa o volume de lado e serve apenas como uma capa translúcida sobre um vestido longo e floral “apagado”. (FOTOSITE/Agência Fotosite)

Maison Margiela

MAISON MARGIELA: John Galliano não economiza no drama. No entanto, sua abordagem foi menos romântica e mais surreal. O rosto desenhado em um mantô ganhava cabelo de nuvem com o tule que se arrastava pelo chão. (FOTOSITE/Agência Fotosite)

Giambattista Valli

GIAMBATTISTA VALLI: Como de costume, o estilista fechou a sua apresentação na Semana de Alta-Costura com uma série de vestidos supervolumosos como o cor-de-rosa da foto. (FOTOSITE/Agência Fotosite)

Elie Saab

ELIE SAAB: Na apresentação do couturier libanês – além dos tradicionais vestidos com bordados brilhantes de pedraria – capas recheadas de tule escoltavam alguns dos modelos. (FOTOSITE/Agência Fotosite)

Dior

DIOR: A primeira Couture de Maria Grazia Chiuri também não decepcionou. No Museu Rodin, a italiana misturou tule e veludo em vestidos escuros e elegantíssimos. (FOTOSITE/Agência Fotosite)

Chanel

CHANEL: A silhueta “colher” que Karl Lagerfeld criou para esta temporada de alta-costura ganhou uma versão de babadinhos complementada por uma transparência delicada sobreposta. (FOTOSITE/Agência Fotosite)

Alexis Mabille

ALEXIS MABILLE: Fitilhos coloridos arrematavam alguns dos vestidos vaporosos que o estilista colocou em sua passarela. (FOTOSITE/Agência Fotosite)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s