Os ícones da moda que perdemos em 2016

Sonia Rykiel, Bill Cunningham e outros que vão deixar saudades e uma marca eterna no cenário fashion.

Dois mil e dezesseis foi um ano de muitos altos e baixos e tivemos que dizer adeus para uma série de ícones da moda que foram tão importantes para construir o mercado tal qual o conhecemos. Por isso, nada mais justo do que lembrar mais uma vez desses nomes marcantes.

Bill Cunningham

O icônico fotógrafo do New York Times morreu aos 87 anos, em 25 de junho deste ano. Ele mantinha uma coluna no jornal chamada “On The Street” desde 1978, em que registrava o estilo dos habitantes de Nova York de uma maneira extremamente nua e crua – e foi esse movimento que deu início à fotografia de street style como a conhecemos hoje. Bill era tão querido pelo mercado e pela cidade, que a esquina da Fifth Avenue com a rua 57, onde ele ia com frequência fazer seus cliques, foi renomeada em sua homenagem.

Leia mais: O lendário fotógrafo de moda de rua Bill Cunningham morreu hoje, aos 87 anos

Richard Nicoll

richard nicoll

(Tim P. Whitby/Getty Images)

O designer britânico faleceu de um ataque no coração em outubro. Ele fazia parte da ‘nova guarda da moda britânica’, ao lado de nomes como Christopher Kane, Roksanda Ilincic e Jonathan Sauders, e trouxe para o cenário um amor pelas cores vibrantes, pelas estampas e uma moda otimista e divertida. O estilista foi diretor criativo da Adidas e tinha uma série de projetos relacionados à área tanto no Reino Unido quanto na Austrália.

Sonia Rykiel

sonia rykiel

(Pascal Le Segretain/Getty Images)

Aos 86 anos, Sonia faleceu em agosto deste ano. A designer era um ícone no mercado por dar à moda francesa uma sensualidade divertida que, até então, não se via por lá, sem contar os seu maravilhoso trabalho com tricô – e não à toa acabou virando queridinha das fashionistas e de tantos outros estilistas. Atualmente, sua marca é mantida pela diretora criativa Julie de Libran, que no final do seu desfile de verão 2017, colocou na passarela modelos ruivas com malhas que diziam ‘Rykiel para sempre’.

Leia mais: Morre a estilista Sonia Rykiel, aos 86 anos

James Galanos

james galanos

(Toby Canham/Getty Images)

O designer norte-americano James Galanos morreu aos 92 anos em outubro. Ele era conhecido no mercado por ser o preferido da ex-primeira-dama estadunidense Nancy Reagan, que usou suas criações para os bailes de inauguração do governo do estado e depois da presidência do marido, Ronald Regan.

André Courrèges

andré courrèges

(Reg Lancaster/)

As contribuições de Courrèges para a moda são tantas que é difícil quantificá-las. Ele, que faleceu em janeiro, aos 92 anos, é creditado pela co-criação da minissaia junto com Mary Quant, por definir o branco como a cor base do minimalismo e participou da disseminação da subcultura mod (que definiu moda da década de 1960) junto com Pierre Cardin e Paco Rabanne.

David Bowie

david bowie

(Jack Kay/Getty Images)

Sim, Bowie foi um marco na música, mas sua influência na moda é inegável. Com um visual sempre muito à frente do seu tempo e cheio de ousadia, os looks do músico, que faleceu em janeiro, marcou época e, com certeza, continuará servindo como inspiração e referência para o mundo fashion.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s