Saiba como surgiu (e quanto custou!) a jaqueta rosa de Girlboss

A peça foi encontrada no acervo de um revendedor de peças vintage e é a mais cara de todo o figurino.

Girlboss é uma série polêmica, mas os looks de Sophia conquistaram boa parte das pessoas que assistiram à recente produção da Netflix. Enquanto as críticas sobre a personalidade da personagem principal seguem fortes na internet, o figurino da primeira temporada surge como um destaque.

Audrey Fisher ficou encarregada de montar todos os visuais usados por Britt Robertson no papel de Sophia Marlowe (a versão de Sophia Amoruso, autora do livro Girlboss e fundadora da Nasty Gal). Sua maior dificuldade, desde o começo, foi pensar na estética da personagem: por ser uma pessoa real e viva, com um estilo muito específico, Audrey não podia fazer combinações comuns para as cenas.

Entra aí uma das mais marcantes (e caras) peças de todo o figurino de Girlboss: a East Jacket que é como um amuleto para a personagem. O modelo precisava ser perfeito, e não foi fácil encontrá-lo.

Leia mais: Disseram que “Girlboss” deveria ser mais apelativa para os homens

“A jaqueta é como o seu talismã. É um símbolo de como ela encontrou a si mesma e, depois, de como ela cresceu o suficiente para abrir mão da peça”, disse a figurinista para o Entertainment Weekly, falando que na história Sophia tem vários encontros e reencontros com o item.

Como Britt é uma mulher pequena, Audrey começou a sua busca procurando, literalmente, ‘East Jackets pequenas’ no eBay. Em seguida, ela saiu pelos brechós de Los Angeles atrás da peça que traduziria exatamente o que ela tinha em mente.

O modelo surgiu no acervo do revendedor de peças vintage Brian Cohen: “Eu fui até o seu estúdio em Coronada e ela era a primeira na arara. Era linda, e custava US$ 3,5 mil, não US$ 9 [como na série]”.

Audrey tirou fotos para mandar para a equipe de produção e perguntou se eles aprovariam gastar o valor em uma única peça — no fim, eles amaram a jaqueta e o modelo se tornou o mais caro de todo o acervo da série. Um achado, realmente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s