Skate e estilo: as fashionistas que tem dominado a cena

Sobre quatro rodas e com muito estilo, uma turma de jovens skatistas atualiza a estética do esporte e vira referência para a moda.

 

Com os anos 1990 e o esportivo-urbano virando protagonista da temporada, as marcas voltaram à estética das pistas de skate para buscar inspiração. O diferencial agora é que as mulheres viraram as donas da cena. No jogo entre moda e asfalto, uma espécie de gangue de skatistas não apenas está ditando o que vai aparecer nas lojas como também tem levado um toque de luxo a mais às rampas. Por aqui, a Cotton Project aposta em looks práticos e perfeitos para quem quiser subir no board e, em Nova York, Alexander Wang vai de referência californiana para lembrar um dos lugares onde a cena é mais vibrante. A Melissa surpreendeu a todos e, de olho nessas meninas, lançou seu primeiro modelo de skate. Com influência das sandálias plastificadas, o item é transparente, ganha até aplicação de glitter dourado para não perder em estilo e faz parte de uma série limitada que homenageia e estimula as mulheres nesse universo.

Já a Vans convidou a modelo e skatista Natalie Westling para ser a embaixadora do seu aniversário de 50 anos e desenhar o modelo Sk8-Hi, à venda exclusivamente na Opening Ceremony. A campanha foi clicada pela fotógrafa Christin Rose, também fundadora do movimento She Plays We Win, que posta em sua conta de Instagram imagens de meninas mais jovens praticando esportes. A Miu Miu, por sua vez, convidou a diretora Crystal Moselle para criar o curta Tat One Day, aproveitando para apresentar também as peças da nova coleção resort. O roteiro é sobre uma nova-iorquina de 17 anos que se depara com o machismo da turma do skate, mas logo encontra um grupo afrontoso de garotas que arrasa muito mais nas manobras – e também nas produções, claro. “Eles criticam e julgam de longe quando veem você com um shape, mas ando para mim mesma, e não para os outros”, conta Kaira Widodo, de Hoboken, New Jersey, sobre a maioria masculina, ainda.

Fotógrafa e também com 17 anos, Kaira dá uma voltinha às vezes com o coletivo Brujas, formado só por mulheres do Bronx. Feminista, o grupo “promove a união entre as skatergirls, cria festas incríveis, workshops animados e nos lembra de nunca deixar de sermos nós mesmas”, explica Kaira. Além disso, mantém uma linha de camisetas e moletons à venda em seu website. “Eu pensei que era a única mulher quando comecei no skate”, lembra Karen Jonz, 31 anos, a primeira brasileira a vencer o circuito de skateboarding mundial. “Não tinha internet fácil na época.”

Leia mais: Novas marcas de camisetas cheias de atitude

Diferentemente do passado, todo esse novo squad ataca também nas redes, em que mostra suas manobras, seus modelos de shape e seus looks. Beatrice Domond, da Flórida, criou até uma linha própria de T-shirts com o sucesso que alcançou online. Lizzie Armanto, da Califórnia, é chamada para divulgar marcas de tênis com seus cabelos verdes. E Hyojoo Ko, de Seul, causou um impacto tão grande no Instagram, com a sua habilidade no longboard, que virou uma das influenciadoras digitais chamadas pela Gucci para mostrar o retorno do modelo Ace.

A little warmup birthday sesh 🌻

A post shared by ביאטריס מיכאלה (@beatricedomond) on

ROLÊ DA MODA

No visual, elas estão coloridas, modernas ou vintage, mas sempre com uma proposta bem pensada para a roupa. Entre os itens preferidos estão os chapéus bucket e os bonés, as meias altas estampadas e os tênis que facilitam na hora da corrida. São pe- ças que aparecem até nas linhas masculinas das marcas, o que deixa claro o quanto a estética do skate é relevante para a moda do momento. A Dior Homme, de Kris van Assche, produziu shapes com o nome da grife e chamou o icônico fotógrafo Larry Clark (de Kids) para dirigir sua mais nova campanha em vídeo inspirada no assunto. A Emporio Armani fez uma coleção cápsula focada no tema – e, apesar de ter sido pensada para os homens, ela está pronta para entrar no guarda-roupa de todo mundo. Já a Palace, uma marca inglesa de roupas de skate, virou uma referência cool e alternativa entre os fashionistas mais antenados e brinca com o esquema típico da logomania. Por fim, Gosha Rubchinskiy, mais conhecido por sua marca homônima, revelou recentemente uma nova empreitada, a Paccbet, que é voltada ao esporte e entra no leque de marcas da Dover Street Market. Assim fca difícil não querer fazer parte dessa gangue.

bs disaster at Prince Park🤓 ///Win a @LifeProof prize pack by tagging a friend on their last photo of me📲

A post shared by Lizzie Armanto (@lizziearmanto) on

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s