Natura explora a relação feminina com o corpo em nova campanha

Marca muda posicionamento e Linha Tododia ganha a chamada "Vista sua Pele, #Ocupeseucorpo", que quer discutir o toque, a nudez e o prazer.

Para as mulheres existe uma certa tirania e desconexão com o próprio corpo”, conta Andrea Alvares, vice-presidente de marketing da Natura, com exclusividade para a ELLE, sobre as descobertas que fizeram a marca partir para uma nova forma de abordar a linha Tododia, de cremes e óleos corporais, com a campanha “Vista sua Pele, #Ocupeseucorpo”.

Além de fazer um ajuste discursivo que pedem os novos tempos, a novidade também teve origem em um estudo encomendado pela marca e liderado pela antropóloga Paula Pinto com mulheres de quatro países — Brasil, México, Argentina e Colômbia. “Essa pesquisa foi feita para entendermos como poderíamos abordar, como Natura, essa questão tão atual, e também endereçar de forma relevante a relação entre as mulheres e seus corpos”.

Sabrina Neri em foto da campanha (Fernanda Tricoli/Natura/Divulgação)

A desintegração feminina foi um tema que apareceu com constância em todas as fases de realização da campanha: “Ficamos surpresas com a total fragmentação dos corpos femininos. As nádegas, as pernas e os seios são vistos como se não fizessem parte dos corpos. Como se não fôssemos íntegras“, descreve Andrea. Daí o convite para reencontrar o próprio corpo através do toque, da nudez, e do processo de auto-conhecimento.

Para instigar o questionamento, mobiliários da cidade exibirão a pergunta “você conhece seu corpo?”, e 11 mini-documentários compartilhados na internet mostram as diferentes respostas de diversas mulheres através de suas histórias pessoais.

“Hoje, apesar da retomada de protagonismo do corpo nas discussões sobre empoderamento feminino, o corpo segue sendo mais pensado que vivido“, explica Cintia Hachiya, diretora geral de atendimento da Africa, que assina a campanha junto à outras mulheres, sobre o convite à exploração que delineia a propaganda. O lançamento oficial do filme acontece no dia 19 de junho, reverberado nas redes sociais por influenciadores digitais de forte conexão com o tema.

Sobre o resultado, Andrea finaliza com uma frase que é também um recorte da realidade feminina: “algumas mulheres se sentem muito à vontade com seus corpos, outras não. O processo ajudou as participantes a repensarem essa relação, e temos esperança que ajude outras mulheres nessa discussão.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s