11 dúvidas de beleza respondidas

Quer perder peso, acabar com a celulite e a flacidez? Experts esclarecem dúvidas de beleza para você fazer bonito

 

 

1. O que é melhor para perder peso rapidamente: praticar corrida ou fazer musculação?

Exercícios aeróbicos, como a corrida, promovem a perda direta de gordura, mas não aceleram o metabolismo. A musculação não queima gordura diretamente, mas acelera o metabolismo, já que faz com que o corpo use a gordura como combustível para o exercício. O ideal é fazer os dois. Se você praticar somente exercícios aeróbicos, pode até emagrecer, mas corre o risco de apresentar certa flacidez, que pode ser evitada com a musculação, ensina Marcelo Bueno, personal trainer de São Paulo. Uma alimentação correta também é fundamental para perder peso, acrescenta o personal trainer paulista Flávio Settani.

2. Uso hidratante e creme anticelulite todos os dias. Qual deles devo aplicar primeiro?

Tudo vai depender da textura dos produtos que serão utilizados. Se o anticelulite for um gel ou uma espuma, por exemplo, você deve aplicá-lo primeiro, esperar que a pele o absorva completamente e aplicar o hidratante em seguida, explica a dermatologista Catarina Capela, de São Paulo, membro da Academia Americana de Dermatologia. Mas, se o anticelulite for cremoso, aplique-o nas regiões específicas que devem ser tratadas (como glúteos, barriga e coxas) e dispense o hidratante nessas áreas, já que o produto cumpre a função de deixar a pele hidratada.

3. Há alguma novidade nas técnicas de lipoaspiração?

Ultimamente alguns médicos têm utilizado técnicas que aspiram mais gordura em menos tempo. Mas essa é uma prática muito perigosa para o paciente, explica o cirurgião plástico Marco Flavio Mastrandonakis, de São Paulo. Segundo ele, a cirurgia tem se estabelecido como um processo de contorno corporal e não como um procedimento para emagrecer. A lipoescultura é cada vez mais utilizada. É comum o cirurgião aproveitar a gordura retirada para fazer um enxerto em outro local, tornando os contornos mais harmônicos.

4. O que é preciso fazer para acabar com a flacidez nos braços?

Se for uma flacidez muscular, exercícios localizados para o tríceps, o músculo do tchau, resolverão. O melhor é procurar a ajuda de um profissional, que indicará os exercícios específicos. As mulheres têm tendência a acumular gordura na região e, nesse caso, a musculação tem pouco resultado. Somente a lipoaspiração pode realmente resolver o problema se não houver sobra de pele, afirma o personal trainer Flávio Settani.

5. É verdade que beber pouca água desacelera o metabolismo?

“Não existe estudo científico que comprove isso. O que sabemos é que a água é necessária para todas as reações químicas do organismo. Diminuir sua ingestão seria, portanto, ruim não só para o metabolismo, mas para o corpo todo”, explica Filippo Pedrinola, endocrinologista de São Paulo. Além disso, beber água é bom para hidratar a pele e o cabelo. A quantidade correta por dia varia de pessoa para pessoa e também de acordo com a temperatura ambiente. De modo geral, de 2 a 3 litros são suficientes, acrescenta a endocrinologista Ticiana Rodrigues, de Porto Alegre.

6. Cremes para a celulite funcionam?

Tudo depende do grau da celulite. Cremes com ativos como retinol (estimula a produção de colágeno e deixa a pele mais firme) e cafeína (melhora a circulação local) são eficientes para tratar os graus 1 e 2, aqueles em que as lesões só aparecem quando você se movimenta ou aperta a pele. Acima desses graus, principalmente quando há flacidez, é melhor procurar o médico para tratamentos como a radiofreqüência ou para técnicas cirúrgicas, como a subcision, explica a dermatologista Catarina Capela. É importante saber que celulite não tem cura. Há tratamentos que melhoram as lesões, mas nada impede que novas ondulações apareçam, alerta a médica.

7. Qual é o melhor tratamento para os vasinhos?

Ainda não há nada mais efetivo do que a escleroterapia (injeções de glicose) e as aplicações de laser, que, assim como a escleroterapia, causam um pouco de dor, amenizada por jatos de ar gelado no momento da aplicação. Os médicos devem localizar e secar as veias nutrícias, que alimentam os vasinhos. Ao secá-las, eliminamos a raiz do problema, tornamos o tratamento mais duradouro e eficaz, explica o cirurgião vascular Kasuo Miyake, de São Paulo. O problema é que essas veias às vezes não são vistas a olho nu e não são profundas o suficiente para serem localizadas pelo ultra-som. Os médicos só têm a opção de encontrá- las pelo tato. O VeinViewer, um aparelho capaz de mapeá-las, é usado no Brasil em pesquisas e ainda aguarda a aprovação da Anvisa.

8. Me depilei com cera, tomei sol e acabei ficando manchada. O que devo fazer?

Nesse caso, a única saída é procurar um dermatologista. Você provavelmente vai precisar de um tratamento clareador, que pode ser feito com ácidos suaves ou hidroquinona, afirma a dermatologista Ligia Kogos, de São Paulo. Portanto, o melhor é prevenir. Já que a depilação com cera remove a camada mais superficial da pele, evite usá-la no rosto a simples exposição ao sol do dia-a-dia é capaz de causar manchas. Outra dica é fazer a depilação alguns dias antes de tomar sol. Se isso não for possível, capriche na quantidade de filtro nas regiões depiladas, aconselha a dermatologista.

9. Qual é o melhor tratamento para as estrias?

O que tem apresentado melhores resultados é o Fraxel, um laser fracionado, diz a dermatologista Letícia Nanci, de São Paulo. Segundo a médica, ele é seguro para todos os tipos de pele, pois atinge a derme profunda sem ferir a superfície. Estimula também a fabricação de colágeno novo, reestruturando a pele nas camadas mais profundas, exatamente onde as estrias estão. Trata todos os tipos de estria, mas é claro que as vermelhas, mais recentes, respondem melhor ao tratamento do que as brancas, mais antigas, afirma Letícia. São necessárias de três a oito sessões, com três semanas de intervalo entre elas. Nesse período, tomar sol fica proibido para evitar o risco de manchas.

10. Dietas muito restritivas favorecem a flacidez, a falta de viço da pele e a perda de cabelo?

Sim. Dietas que eliminam um grupo alimentar podem levar à carência nutricional, ocasionando deficiências de vitaminas e minerais. Um bom exemplo é a famosa dieta da proteína, em que os carboidratos são eliminados. Sem carboidratos, o corpo perde sua principal fonte de energia, o que pode levar à redução de massa muscular. Você até emagrece, mas piora a flacidez da pele, explica o endocrinologista Filippo Pedrinola, de São Paulo. A dieta ideal é aquela em que se propõe uma reeducação alimentar e que se perde, por exemplo, entre 0,5 e 1 kg por semana, uma perda moderada, opina Pedrinola.

11. Posso fazer peeling com freqüência?

Não. Um peeling equivale a um clareamento dentário. O processo é feito com intervalos longos e você consegue manter os resultados com a escovação diária. Com a pele, é a mesma coisa. Você faz um peeling quando é indicado e mantém o resultado usando cremes específicos para a sua necessidade, explica a dermatologista Carla Vidal, de São Paulo. Peelings periódicos (seja o químico, em que são utilizados ácidos, seja o físico, que promove a exfoliação mecânica) são contra-indicados para as peles finas e as sensíveis.

* Matéria original publicada em http://www.elle.com.br em julho de 2008

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s