Cinco erros que você pode estar cometendo na hora de aplicar o blush

A aplicação correta do blush parece simples, mas é um dos grandes desafios da maquiagem natural. Listamos abaixo os cinco erros mais comuns que cometemos na hora de colorir as maçãs do rosto e, claro, ensinamos como evitá-los.

1.    Quantidade 
O excesso de produto é um dos principais deslizes que cometemos na maquiagem como um todo. O blush, principalmente, é bastante pigmentado, o que exige que ele seja dosado para não sobrecarregar. “Escolha um pincel de cerdas naturais porque elas pegam menos produto e espalham melhor”, indica a maquiadora Rafaela Crepaldi, da Nars. Ir com calma é o melhor dos conselhos. É melhor criar camadas sutis até chegar ao resultado do que errar a mão logo de cara. “Os blushes em pó, quando aplicados por cima da pele já feita, ficam bastante difíceis de esfumar”, comenta ela. 

2.    Tom 
Sabemos que a cartela de cores é infinita e desperta a vontade de experimentar todo o arco-íris para corar as bochechas. Mas a verdade é que encontrar uma tonalidade para chamar de sua vai mudar a sua vida e, de quebra, evitar erros catastróficos. “Leve em consideração o tom de fundo da sua pele. Às vezes, achamos um blush lindo, mas ele não funciona em nós”, indica Rafaela. Não existem regras – um blush laranja pode ficar estridente em você, mas fundir bem em uma pele mais morena. Aqui, a experimentação é a chave do sucesso. 

3.    Formato 
Esqueça a ideia das bolinhas desenhadas nas maçãs do rosto. Para evitar o acabamento fake, aplique uma dose mínima no centro das maçãs e esfume para a lateral do rosto. “Dessa forma, você difunde a cor e dá a aparência de não estar usando nada, garantindo o efeito natural”, ensina a expert. 

4.    Confundir as funções 
Nada de usar um produto no lugar do outro, principalmente o blush para criar o contorno. O blush rosado deve ser aplicado no centro das bochechas e espalhado em direção às orelhas para replicar um rubor natural. Já para arrasar no contorno e conseguir afinar o rosto, objetivo da técnica, você precisa ter em mãos produtos em tons de marrom, que têm função de dar profundidade, não colorir.  

5.    Brilho 
As passarelas de moda decretaram e os maquiadores defendem: o brilho é muito bem-vindo na maquiagem. Mas, no caso do blush, a parcimônia é igualmente solicitada. “O excesso de brilho nas maçãs pode evidenciar uma área que não precisa ser destacada e deixar o visual over”, comenta Rafaela. Para não errar, combine um blush opaco para colorir e outro, menos pigmentado e mais cintilante, para dar um sopro de luz. 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s