Expert revela segredos para manter a pele sempre bonita

Confira entrevista com Olivier Courtin-Clarins, autor do livro "Seis Passos para uma Pele Ótima em Qualquer Idade"

É preciso cuidar da pele desde cedo
Foto: Getty Images


“Escute sua pele. Saiba do que ela precisa em todos os momentos e situações. Dê a ela uma atenção personalizada e o cuidado que ela merece.” Com essa frase, Olivier Courtin-Clarins inicia seu livro “Seis Passos para uma Pele Ótima em Qualquer Idade”, recém-lançado no Brasil.

O expert começou sua carreira como ortopedista, mas o peso do sobrenome, a herança da marca e a paixão pela pesquisa fizeram com que ele se tornasse diretor de uma das maiores empresas de cuidados da pele do mundo.

O que fazer para ter a pele bonita?
É preciso começar desde cedo, entre 18 e 20 anos. Limpar, hidratar, esfoliar e proteger são os cuidados básicos. Fazendo isso, você evita problemas, mesmo tendo propensão genética para acne, manchas ou rugas. O segredo é fazer o que a pele pede e se adaptar a ela.

Quais os erros mais comuns?
São vários. Agredir a pele é o pior deles, ao usar produtos inadequados, tomar sol sem proteção e aplicar cremes de forma errada. As pessoas têm a mania de esfregar o rosto. O ideal é fazer movimentos circulares e ir esticando a pele, como se tivesse fazendo um lifting.

O que você leva em conta ao desenvolver uma linha?
Primeiramente, a eficácia. Mas hoje em dia notamos que há a preocupação com o sensorial. O produto volta até dez vezes para o laboratório a fim de acertarmos. Esse é um dos critérios mais importantes porque, se o toque não é agradável, ela não vai usá-lo com a mesma frequência.
 

Expert revela segredos para manter a pele sempre bonita

O especialista Olivier Courtin-Clarins
Foto: Reprodução/ELLE


Qual o principal desafio das marcas de cosméticos?
Manter a pele jovem e saudável sempre, respeitando a idade da consumidora. Porque é possível resgatar a luminosidade mesmo com rugas. Depois dos 50 anos, há a desorganização da derme e muitos fatores internos e externos que atrapalham o processo de reestruturação. Hoje o foco dos nossos estudos está na proteção das células-tronco, que, quando feita corretamente, prolonga sua ação ao produzir os elementos que dão firmeza e viço. E isso ainda é um desafio para os pesquisadores. Inclusive, é bom deixar claro que nós investigamos a preservação dessas células, e não como repará-las. Isso seria um milagre. Há quem diga que faça, mas não é verdade. E, se fosse, seria muito perigoso.

E o papel dos filtros solares nessa proteção?
Eles barram os raios UV e alguns também preservam o DNA da célula. Recomendo que sejam usados desde cedo nas crianças em forma de filtros físicos, à base de óxido de zinco e dióxido de titânio (aqueles que deixam a pele branca). Para os adultos, indico uma mistura com os químicos. Isso resulta na proteção adequada, sem que se perca a cosmeticidade.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s