“Maquiagem é para se divertir!”, diz Ilde, maquiador global da Sephora

Conversamos com o top make-up artist sobre a postura menos impositiva da beleza contemporânea.

Já imaginou o como deve ser estar na posição de maquiador global da Sephora? Enquanto alguns top make-up artists são embaixadores de apenas uma marca (pense nas brasileiras Rafaella Crepaldi da NARS, Fabiana Gomes da MAC e Amanda Schön da Chanel), Ilde Gonçalves tem um mar de produtos com os quais deve trabalhar — simplesmente todos os que estão à venda na multimarcas norte-americana. Além de servir como um embaixador criativo da empresa na Flórida, o maquiador também cobre eventos no México e no Brasil. No último final de semana, conversamos durante o The Sound of Beauty — celebração que combina música, beleza e aulas incríveis com profissionais das marcas mais legais de beleza no mundo — no shopping Eldorado, em São Paulo. “Meu dia a dia é sempre diferente: às vezes estou nas lojas treinando novas equipes, em outras ajudo a Sephora a divulgar novos lançamentos, varia muito”, disse sobre sua rotina agitada que envolve viagens constantes às grandes capitais estadunidenses de beauté como Nova York, São Francisco e Los Angeles.

Leia mais: As estrelas da nova campanha da Sephora são seus funcionários

Durante o papo, falamos sobre as mudanças radicais por quais o mundo da beleza tem passado. Segundo Ilde, em termos de tendências, o que mais se nota é a diferença na textura dos produtos. “No ano passado, as bases estavam muito matte, mais pesadas. Como uma resposta as preferências dos beauty gurus da internet e influencers, principalmente. Agora, as marcas estão lançando bases mais light, com acabamento iluminado. O mesmo vale para a boca: se antes estávamos mergulhados nas texturas matte e produtos de longa duração, agora são os glosses e óleos para preenchimento e hidratação dos lábios que estão em maior evidência”, compara. “É preciso lembrar que a maquiagem está aí para as pessoas se divertirem. (…) Ela tem que funcionar como uma válvula de escape para a gente não ficar focado exclusivamente na realidade. Por isso, a tendência da maquiagem de fantasia — dos unicórnios, do arco-íris — pode até ter diminuído um pouco, mas ainda tem força”, diz. Exemplo disso, é uma das mais recentes coleções da Too Faced que é 100% inspirada em personagens como esses.

“Essa diversão também passa pela possibilidade de explorar os produtos de um jeito diferente. Claro que é algo que os maquiadores profissionais já fazem há muito tempo — passar uma sombra nos lábios, um batom nos olhos –, mas é muito bom ver que a cliente em geral está começando a brincar com isso também. Tem até produtos que são pensados para serem usados de mil maneiras diferentes. É o caso do Multiple da NARS que pode ser usado nos olhos, na boca e na pele.”

“É preciso lembrar que a maquiagem está aí para as pessoas se divertirem. (…) Ela tem que funcionar como uma válvula de escape para a gente não ficar focado exclusivamente na realidade.” – Ilde Gonçalves, maquiador global da Sephora.

 

 

Ele também destaca o despertar do mercado para questões de sustentabilidade e representatividade. “Antes da Rihanna com a Fenty Beauty, a Make Up Forever já tinha expandido sua principal base, a HD, em muitos tons. No entanto, com a visibilidade da cantora, a indústria passou a seguir essa tendência. É o caso da Lancôme que acaba de lançar uma nova linha do produto com muito mais tons. A ideia é que todo mundo consiga encontrar a cor com a qual se sente mais confortável”, relembra. “Essa questão de conforto também vale para, por exemplo, uma pessoa que come de uma maneira consciente e também quer usar maquiagem consciente também. As clientes estão muito mais atentas ao processo de produção e aos ingredientes de seus produtos prediletos. Não à toa, a comunicação das marcas melhorou muito nesse sentido. Elas fazem questão de especificar com clareza todos os componentes que estão ali.”

De tudo, o que fica é a sensação de que a internet realmente virou o mundo da beleza de ponta a cabeça. É pelas redes sociais que os maquiadores se tornam celebridades, é pelo YouTube que produtos ganham ou perdem o aval de sua clientela nas resenhas dos beauty gurus e é também por lá que novas vozes estão sendo ouvidas (e se levantando) para as principais questões do momento: “Não dá para querer se tornar maquiador sem olhar para o que está acontecendo no Instagram. Dá para acompanhar o trabalho de grandes mestres, saber o que está acontecendo nos maiores eventos do mundo de maquiagem e a gente precisa estar o tempo todo aprendendo. Até que, em dado momento, você percebe que já pode dar seu primeiro voo solo”, aconselha. “O mais importante é começar e estar aberto!”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s