Por que você se importa se Rihanna está gorda ou não?

O termo "Rihanna gorda" começou a bombar no Google e o Twitter está convencido de que a cantora está grávida. A questão é: por que damos bola para isso?

No domingo (28.1), Nova York sediou o aniversário de 60 anos do Grammy Awards, premiação que celebra os maiores talentos da música nos Estados Unidos. Rihanna, que dispensa apresentações, estava entre as convidadas e além de ter vencido a categoria Melhor Colaboração em Rap ao lado de Kendrick Lamar, a cantora natural de Barbados também se apresentou durante o evento ao lado de DJ Khaled com o hit que, apesar de contar apenas com uma participação sua, é mais dela do que de qualquer outro nome creditado. Ouvimos “Wild Thoughts” esperando para que o refrão chegasse e Rihanna nos enfeitiçasse mais uma vez.

Leia mais: É feio até a Rihanna decidir que não

rihanna-grammy-2018 Rihanna e Kendrick Lamar vencem na categoria de melhor performance de rap por “Loyalty”

Rihanna e Kendrick Lamar vencem na categoria de melhor performance de rap por “Loyalty” (Christopher Polk/Getty Images)

Aliás, foi isso que ela fez com o seu look de chegada: um poderoso Alexandre Vauthier de látex marrom. O estilista francês — um dos nomes mais interessantes entre os couturiers independentes de Paris — é conhecido por exaltar o corpo de sua cliente. Seja ela quem for, ele sempre está em evidência. Por alguma razão, contudo, desta vez foi o corpo de Rihanna que se sobressaiu a todos os seus outros feitos na noite. Se você abriu uma janela anônima (que desconsidera o seu histórico) no Google na segunda-feira pós-Grammy, e simplesmente digitou a palavra “Rihanna”, imediatamente algumas sugestões curiosas devem ter aparecido em uma caixa abaixo. Entre elas, “Rihanna gorda” e “Rihanna grávida“. Só depois vinham as opções “Rihanna Grammy” e “Rihanna música”.

google-rihanna

 (Reprodução/Reprodução)

Veja também

Ao que tudo indica, desde sua aparição no prêmio, as palavras que sempre foram associadas a popstar, como empresária, humanitária, cantora, atriz e estilista foram ofuscadas para o adjetivo “gorda”. E esse fenômeno merece uma análise um pouco mais profunda. Na internet, emagrecer ou engordar está muito acima na lista de interesses das pessoas. E, convenhamos, as buscas online não deixam de ser uma representação dos nossos próprios desejos. Portanto, a grande questão é: por que estamos nos importando tanto com isso? Por que, muitas vezes, somos incapazes de olhar para Rihanna (que, de fato, engordou de uns anos pra cá e não há mal nenhum nisso) e continuar enxergando seu brilho e talento sem sermos distraídos pela grossura do seu braço ou o tamanho dos seus seios? Pensamentos esses que normalmente estão carregados de estereótipos e preconceitos.

“É preciso expandir o que entendemos por uma pessoa feliz, por uma pessoa realizada e que merece o nosso orgulho: acredite, essa pessoa pode ser gorda.”

Atualmente, corpo é um dos assuntos que mais vem sendo debatido dentro do mercado de moda e beleza. Não à toa, no fim do ano passado, fomos atrás de seis meninas que estão em uma trajetória verdadeira rumo ao amor próprio para dividirem os altos e baixos dessa busca em uma matéria sobre o movimento Body Neutrality. Em uma das entrevistas, Bia Gremion — uma modelo plus size que usa as suas redes para disseminar o seu discurso anti-gordofobia — faz uma declaração potente: “Quando você é gorda, você deixa de ser humana aos olhos da sociedade. Você vira um troço”. Será que, ao julgarmos o ganho de peso de Rihanna (ou de qualquer corpo que se afaste do padrão de magreza) não nos aproximamos desse tipo de reducionismo?

rihanna-grammy-2018

 (Kevin Winter/Getty Images)

Veja também

Será que essa mulher que é um ícone da moda, um hit no mundo da maquiagem, uma provocação na música, uma potência indispensável quando se fala de representatividade, um exemplo de humanitária pode virar somente um “troço“? Em uma sociedade movida por padrões estéticos, ficamos com a impressão de que quanto mais ela engordar, menos respeito terá. De certa forma, foi isso que aconteceu com Christina Aguilera, Britney Spears, Mariah Carey e tantas outras divas pop que, de um jeito ou de outro, perderam a sua força frente ao público ao viver uma relação menos controladora com seus próprios corpos. É como se só conseguíssemos valorizar as potencialidades de cada uma delas na medida em que o porcentual de gordura está o mais próximo de zero possível. Por isso, enfatizamos algo urgente: temos o dever de expandir a nossa compreensão do que é sucesso, é preciso expandir o que entendemos por uma pessoa feliz, por uma pessoa realizada, por uma pessoa que está bem e merece o nosso orgulho. Acredite, essa pessoa pode ser gorda.

E, no fim das contas, Rihanna está, quase sem querer, aproximando a imagem de uma diva à imagem que, de repente, podemos encontrar ao olhar no espelho que fica no banheiro das nossas casas. Há quem diga que isso é, de certa forma, a faísca de uma revolução no futuro. Eu escolhi concordar, espero que você entenda e faça o mesmo. Afinal, Riri continua pleníssima independentemente de comentários, e é essa liberdade e segurança com que lida com as pressões da indústria (e com o machismo que também está enrustido nesses comentários) que esperamos que fique como inspiração após todo esse debate.

rihanna-dancando-gif-grammy

 (Reprodução/Reprodução)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. Vinícius Porto

    Só faltou linkar o RIHANNA.com.br — que está no topo do Google, junto com vocês.

    Notícia:
    http://rihanna.com.br/rihanna-gorda/

    Curtir

  2. Rpz,realmente eu não me importo com isso, fui pesquisar um nome de uma música da Rihanna,e apareceu isso.Na curiosidade,cliquei e vim parar aqui.

    Curtir