Onde cortar o cabelo em Paris

Três nomes na capital francesa que vão te dar o cabelo descomplicado e elegante das parisienses.

Sophie Djebeli, Midore e Luciano de Medeiros não estão na lista turística dos cabeleireiros mais estrelados de Paris, mas são disputados por uma clientela exigente que chega até eles pelo chamado “Bouche à oreille”, o boca a boca em francês. Seja dentro de um grande e chic salão que atende clientes internacionais no Ritz, emblemático hotel parisiense, ou em dois cantinhos charmosos do bairro Marais, eles são bons nomes para se conhecer por aqui. O que os três têm como ponto em comum e que tanto agrada quem corta com eles? A naturalidade. Eles sabem dar o je ne sais quoi a quem passa pelas suas tesouras.

Sophie Djebeli, salão Atelier 7 ( 36, Rue de Tournelles, 75004. Telefone: 33 01 44 59 39 83)

Sophie é conhecida em Paris pela cena artística, teatral e pelos branchés da cidade que batem perna pelos arredores do Marais, Bastille e da Place des Vosges. A francesa começou a estudar para ser cabeleireira aos 16 anos e teve como mestre Jean Marc Maniatis, cuja especialidade é o corte em cabelos secos. Além disso, é conhecida por cortar com perfeição madeixas curtas. É isso que atrai grande parte dos clientes que vão lá. Sophie também gosta de cortar cabelos crespos, o que pode ser um segundo motivo para quem não tem cabelos lisos e busca um novo look à la parisiense.

Cabeleireiros de Paris

 (Arquivo Pessoal/Divulgação)

Especialidade: “Minha especialidade é cortar cabelos secos. Eu lavo, seco e depois corto. Isso permite trabalhar melhor a matéria de cada cabelo e também dá a liberdade a cliente de ter um cabelo com um corte que não necessita de brushing o tempo todo. Amamos os cabelos naturais”, explica.

O cabelo do momento: Trabalho sempre com muita leveza, mesmo se eu cortar um reto. A ideia é que o cabelo tenha sempre um movimento. Posso dizer que tudo que é bonito está na moda. Temos muitos curtos, bem curtos e, mesmo eles, têm um movimento. E temos o corte um pouco acima dos ombros. O que posso dizer é que tudo é bem wavy! E a cor, eu vejo muita gente pedindo os tons mais avermelhados.

Como ter os cabelos naturalmente casuais pelos quais as parisienses são conhecidas: Ter um belo corte de cabelo. É ele que dá o estilo e a beleza ao cabelo. Depois tem a cor, mas ela não precisa ser muito sofisticada. A parisiense tem seu charme, sua desenvoltura, ela gosta de deixar os cabelos com um jeito mais dela. E para isso precisa cuidar com bons produtos e lavar bem os cabelos, mas não em excesso. A cada dois dias é uma dica boa, assim o cabelo está sempre leve e com brilho.

Clientes famosos: Temos gente famosa sim, mas sobretudo atrizes francesas locais, gente da cena parisiense.

Investimento para mudar o look no Atelier 7: Média de 150 euros entre corte e cor.

Luciano de Medeiros, salão David Mallet (14, Rue de Notre Dame des Victoires, 75002. Telefone: 33 0140200023)

Cabeleireiros de Paris

 (Divulgação/Divulgação)

Vivendo na França desde 1999, o brasileiro Luciano de Medeiros é conhecido pelo jeito cool de trabalhar e pelos cortes com textura e milimetricamente bem trabalhados. De Medeiros estudou na Suíça e também aprendeu a cortar cabelos com a técnica Maniatis, porém hoje pode cortar dos dois jeitos, tanto seco quanto molhado. Depois de ter trabalhado anos no mundo da moda fazendo as cabeças de grandes desfiles em Paris e Nova York com nomes como Jean Paul Gaultier (que ele ainda faz com Odille Gilbert), Rodarte, Philipe Lim e Olivier Thyeskyens, Luciano foi fisgado por David Mallet.

Especialidade: Eu acho beleza no cabelo com mais volume. Não gosto de cortes afinados. A característica do meu corte é ter mais corpo e movimento. Um compromisso entre os dois. Se uma pessoa tem um cabelo fino, eu vou tentar dar o máximo de movimento possível e se ela tiver o cabelo grosso, posso afinar um pouco, mas no final ela segue com um cabelo que tem corpo. No meu trabalho cada um é tratado diferente. E meus cortes são feitos para crescer bem, para durar. Minhas clientes quando voltam aqui sempre dizem isso que ele cresceu bem e que nem sabem se precisa cortar ou não.

O que ele mais gosta de fazer: Cortar cabelos para que minhas clientes possam se pentear sozinhas. Elas não fazem escovas toda semana. Meu trabalho é voltado para mulheres mais modernas e independentes e não sou muito de cortes gráficos. Ah! E atendo muitos homens também, além de uma clientela basicamente internacional. Tenho clientes do mundo inteiro e isso eu gosto bastante por que são tipos de cabelos diferentes.  

O cabelo do momento: É o que se adapta a cada pessoa. Falar de moda de cabelo hoje é démodé. Uma moda de cabelo pode durar dois meses! Então eu acredito que o cabelo atual é o que se adapta ao estilo de vida de cada um.

Uma dica para as brasileiras: Aceitarem mais os cabelos naturais. Fazerem menos escovas, mas acho que eu não vou ter sucesso com isso (risos).

Investimento: Um corte com escova custa 160 euros no salão matriz. Para cortar no Ritz é bom telefonar e conferir os dias que o Luciano está lá e também consultar os preços. Normalmente os clientes fixos pagam os mesmos valores tanto em um quanto no outro.

Midore Endo, Salão Marisol (33, Rue des Tournelles, 75003. Telefone: 33 01 44 61 18 34)

Midore nasceu, cresceu, estudou para ser cabeleireira no Japão , mas acabou mudando para Paris há 15 anos. Ela é a mais exótica e ousada nos cortes dos três. Midore também gosta de cortar cabelos secos e essa parece ser uma onda forte entre os nomes queridinhos da cidade. Trabalhando no Salão Marisol, Midore tem uma clientela que gosta de ousar.  Para cortar com ela é bom ter em mente que você vai encontrar um trabalho minucioso, sensível e arrojado. Aconselhada para quem quer mudar radicalmente de look, mas também para quem quer fazer um belo corte estilo parisiense, ou seja, que você mesma se vira depois sozinha para arrumar.

Cabeleireiros de Paris

 (Arquivo Pessoal/Divulgação)

Começo da carreira: Desde criança sempre gostei de trabalhar com cabelos. Lá no Japão estudei primeiro economia e depois acabei estudando para ser cabeleireira. Quando vim para Paris, acabei arranjando um primeiro trabalho onde conheci a Marisol (dona de um salão descolado e já bem conhecida e premiada por aqui, tanto pelos cortes e cores, como pelos arranjos de cabelos feitos com cabelos naturais). Acabei vindo trabalhar com ela. Aqui descobri o corte com cabelos secos.

Característica do trabalho: Eu gosto de pequenos detalhes técnicos diferentes. Por exemplo, gosto de trabalhar mecha por mecha e dar textura aos cabelos para fazerem ganhar movimento. Não sou muito dos desfiados, mas pode ser interessante, às vezes, fazer em algum corte. Para cortar cabelos crespos eu também adoro a nossa técnica de cortar seco, pois de cara eu posso ver a forma.

O corte e a cor de 2018: Eu não penso muito nisso. Por que a moda é a moda. Se todo mundo vai atrás dela, todos vão estar iguais e eu não gosto disso. Das coisas iguais. Antes todo mundo usava o mesmo corte de cabelo e agora é ao contrário, busca-se mais personalidade através do cabelo. Eu gosto muito de dar uns toques diferentes nos meus cortes. Às vezes, bem gráfico, outras bem reto. Voilà, eu gosto muito de misturar os estilos.

Curto ou longo: Não muito longo. Eu não sou do cabelo muito arrumado. Eu gosto mais ao natural,  de deixar secá-los naturalmente. Minhas clientes gostam disso. Nós não fazemos muita escova por aqui.

Dica para deixar o cabelo sempre bonito: Não lavar os cabelos todos os dias e hidratá-los com óleos naturais antes de lavar. Marisol criou um à base de óleo de coco, própolis e granada. Funciona muito bem para fazer um detox no cabelo e ajuda bem a guardar a cor e também para pentear.  

Investimento: O preço é 120 euros mulher e 90 euros para homens.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s