2015 também foi um ano de transformações na ELLE Brasil. Relembre!

2015 foi um ano importantíssimo na luta feminina por seus direitos. Movimentos feministas ganharam ainda mais voz na internet (e também nas ruas) e pautaram grandes portais de notícias pelo mundo. Um mar de hashtags, criadas por mulheres, passou a denunciar o machismo (#primeiroassedio e #meuamigosecreto, para lembrar algumas) e o interesse pelo termo empoderamento feminino cresceu mais de 300%, de acordo com uma pesquisa feita pelo Talk Olga e pela Agêncial Ideal.

2015 também foi um ano marcante para a história da Elle Brasil. Percebemos que o mundo está em transformação e pedindo por menos fórmulas prontas. Como disse Susana Barbosa, nossa diretora de redação, em sua carta de dezembro “acreditamos que o mundo mudou e só existe um caminho: você pode ser agente da mudança ou ficar em sua zona de conforto e ser atropelada por ela. Impossível é tentar contê-la ou ignorá-la”. (leia na íntegra aqui).

Para fechar o ano, colocamos quatro capas com reinvindicações latentes das mulheres. Dentro, um manifesto feminista assinado por Juliana Faria, do Think Olga, Clara Averbuck, do Lugar de Mulher, Blogueiras Negras, Djamila Ribeiro, filósofa, Helena Dias, da AzMina, e Sofia Soter, da Capitolina. Aqui, você relembra com a gente como crescemos e abrimos espaço para aprender com diferentes vozes em 2015.

Para nossa edição de aniversário, em maio, colocamos, literalmente, #VocêNaCapa. Uma superfície espelhada foi impressa para que as leitoras pudessem ser nossas estrelas do mês. Nas chamadas, Love-se, Liberte-se e Divirta-se. Em um momento em que as mulheres pedem para serem representadas, mostramos que estamos ouvindo as vozes das ruas.

Deborah Maxx Deborah Maxx

Deborah Maxx (/)

Ainda em maio, a blogueira Ju Romano estampou uma de nossas capas para tablet e participou de um editorial com várias mulheres diferentes, nua e sem Photoshop. Entrevistamos Pharrel sobre ele se considerar feminista e conseguimos esta resposta maravilhosa: “Eu não tenho o direito de me chamar de feminista simplesmente porque não sou uma mulher. E eu nunca vou saber o que é ter de passar pelo que as mulheres passam. Então acho que esse título é um título que um homem tem de ganhar o direito de usar. O que eu acho é que as mulheres são essenciais para a vida. E tratá-las da maneira correta é também muito necessário. Muitas leis e maneiras de agir precisam ser mudadas. Estamos precisando de um upgrade no mundo. A sociedade precisa evoluir no seu reconhecimento das mulheres.”. Também apresentamos Jout Jout, e fomos uma das primeiras grandes revistas a colocá-la em nossas páginas – e em um vídeo, no SPFW, lembra?

Gustavo Lacerda Gustavo Lacerda

Gustavo Lacerda (/)

Milhares de pessoas participaram da #VocêNaCapa e resolvemos colocar nossas leitoras novamente como estrelas, desta vez, em junho. Nina Grando, Deise Nicolau e Christel Runte na capa e 39 leitores e artistas no recheio, em um verdadeiro manifesto ELLE, mostrando valores em que acreditamos.

Bob Wolfenson Bob Wolfenson

Bob Wolfenson (/)

As mulheres trans Caitlyn Jenner, Andreja Pejic, Lea T e Jazz Jennings foram as embaixadoras de um movimento cada vez mais forte na indústria de beleza. E ganharam nossas páginas em julho.

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Em setembro, entrevistamos 15 feministas para conhecer cinco projetos online poderosos que estão espalhando o movimento pelas redes.

Outubro foi a vez de abordamos a identidade de gênero em uma matéria sobre o momento trans de Hollywood. Eddie Redmayne vivendo uma menina, e ELLE Fanning, um menino.

Reprodução Reprodução

Reprodução (/)

Em dezembro, preparamos muitas matérias que exploram o tema do empoderamento feminino e a diversidade de representação. Confira os highlights da Elle de dezembro aqui!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s