Aos 24 anos, Petra Collins vira a fotógrafa de uma geração

Com suas fotos, Petra Collins virou uma observadora de sua geração. Agora, aos 24 anos, lança um livro que marca o fim de um ciclo, do qual falou à ELLE.

Petra Collins começou a fotografar quando tinha 15 anos. Era 2008 e celulares com câmera já existiam, mas seu primeiro instrumento de trabalho acabou sendo uma máquina descartável de filme. Por meio de suas imagens analógicas, ela começou a produzir um mundo à parte, um roteiro sobre a sua vida íntima. Desde então, registra ela própria, as amigas, a sua casa. “Eu quis criar um mundo com meus assuntos. Um novo mundo, completamente à parte do que vemos em TV e revistas. Um local que nunca mostrasse garotas se sentindo inseguras e vulneráveis, do jeito que eu me sentia”, disse a canadense, agora com 24 anos.

Esse vasto material de fotos em 35 mm, com uma estética de outra época, se encaixou perfeitamente em um tipo de nostalgia visual que interessa à geração atual (Stranger Tings, com sua linguagem oitentista, é um exemplo). Seus cliques de garotas fazendo selfies, de corpos reais, de virilhas e axilas sem depilar tratam de padrões de beleza – ou a tentativa de se libertar deles –, de feminismo, de anorexia. “Meu distúrbio alimentar e ansiedade eram invisíveis online, mas a melancolia dessas imagens denunciam alguns desses sentimentos”, diz no livro. E também conversam perfeitamente com as discussões que vêm tomando conta da moda, das campanhas publicitárias, da internet. Seu trabalho autoral traz com um frescor que a moda buscava, e assim ela vem imprimindo essa estética e essas ideias nos trabalhos comerciais que assina desde o início de sua carreira.

🖖 @sashablane

A post shared by Petra Collins (@petrafcollins) on

Petra Collins: Coming of Age (Rizzoli, 29,79 dólares), seu terceiro livro, é um compilado de sua produção. “Senti que era a hora. Venho fotografando há nove anos e agora quis fechar um capítulo dos meus anos de adolescente. Foi uma experiência catártica. Tive que fazer uma imersão nas minhas fotos antigas, até hoje, e finalmente colocá-las no papel”, diz à ELLE. O livro começa com fotos de sua infância e termina com uma visita de sua família à Hungria – onde nasceu sua mãe e onde ela filmou uma campanha de óculos para a Gucci. Ao longo das 207 páginas, Petra conta sua trajetória e revela as ansiedades e os dramas de crescer como uma garota ocidental. “Eu atingi a maioridade numa cultura Lolita, em que o arquétipo do corpo ‘perfeito’ era pré-púbere. Quanto mais eu vi, fotografei e conversei com outras garotas, mais indignada eu me tornei, até que minhas fotos assumiram o aspecto da violência que senti”, escreve.

@selenagomez ⭐️💦

A post shared by Petra Collins (@petrafcollins) on

Em Toronto, ela começou publicando na revista online Rookie, da fashionista e blogueira Tavi Gevinson, na época tão desconhecida quanto Petra. Após sua primeira publicação impressa, na Vice, participou de uma exposição coletiva financiada pela American Apparel. E também criou uma camiseta para a marca com a imagem de uma garota menstruada se masturbando, em parceria com a artista Alice Lancaster. “Me interessa realmente o que é escondido na nossa cultura. Nós estamos sempre reprimindo ou camuflando o que é natural. Somos ensinadas a odiar nosso ciclo menstrual e até esconder nossa masturbação”, disse na época, aos 20 anos. Já morando em Nova York, fotografou nomes como Kim Kardashian e Bella Hadid e clicou campanhas para marcas como Adidas, Nordstrom e Gucci – para quem também desfilou como modelo durante a temporada de inverno 2016. Nesse mesmo ano, foi convidada pela Tate Modern para reinterpretar o trabalho da norte-americana Georgia O’Keefe (1887-1986) por meio de um vídeo. Quando questionada por ELLE se já pensou que poderia ser menos respeitada no mundo das artes por suas parcerias com grandes marcas, ela responde: “Para mim, esse é um pensamento elitista e não está conectado com o mundo em que vivemos hoje. Eu venho de uma escola em que criávamos arte para gerar mudanças e, para mim, qualquer local para criar essa mudança é válido e importante”.

👼🏻👼🏻night night, gonna spam with more @hanatsubakimag tomorrow✨

A post shared by Petra Collins (@petrafcollins) on

É verdade que ela conquistou uma independência criativa antes incomum nesse meio, como é o caso da recente campanha para a Nordstrom. “Essas fotos são algumas das minhas favoritas porque o casting é basicamente de amigos e família e a equipe era de gente com quem eu trabalho frequentemente”, diz. Quando não conhece as pessoas com as quais colabora ou retrata, Petra parece ter certa facilidade de criar uma relação íntima e frutífera. Em julho, assinou o clipe Fetish, de Selena Gomez, o que rendeu a ideia de um novo projeto. “Nós descobrimos que temos gostos muito similares. Ambas temos a obsessão por coisas obscuras e fizemos algo realmente doido juntas. Agora estamos tentando escrever um filme. Então vamos ver o que vai acontecer”.

Alguns meses antes do lançamento do clipe, numa entrevista para o site Fashionista, ela revelou seu projeto dos sonhos: “Eu sou obcecada pela Rihanna e amaria fotografá-la”. No mês passado, clicou a cantora para uma campanha da Fenty, sua grife. As coisas acontecem realmente rápido para Petra, tal qual o tempo que ela vive e registra.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s