Janelle Monáe e Kate Nash estão na nossa playlist do mês

As mulheres arrasaram na música em fevereiro e prometem ainda mais em março. Confira nossa playlist com tudo o que amamos no mês.

Janelle Monáe se tornou um acontecimento no mês de fevereiro. A prévia do que está por vir em Dirty Computer (2018), seu terceiro e aguardado álbum de estúdio, trouxe o que podemos chamar de a maior representação do afrofuturismo atual. O projeto visual intitulado como Emotion Picture teve seu trailer exibido durante as sessões do filme Pantera Negra e, logo após, a cantora, compositora e atriz disparou dois singles acompanhados de vídeo. A primeira faixa “Django Jane” soa como um protesto feminista e ecoa tão forte quanto seu discurso empoderado durante o Grammy deste ano em referência ao movimento “Time’s Up” contra os abusos na indústria cultural americana. Já o clipe, assinado por Andrew Donoho e Chuck Lightning, nos mostra uma Janelle poderosa fazendo rap e enaltecendo a cultura negra.

Em “Make Me Feel”, Monáe nos presenteia com um mix de décadas e estilos, que funcionam tão bem quanto os rifs e batidas que não param de remeter ao falecido ícone e mentor da cantora, Prince. A faixa é co-escrita por Julia Michaels e ainda carrega no elenco a atriz Tessa Thompson.

Outra representante do feminismo na música é Courtney Barnett. Em sua faixa inédita “Nameless, Faceless”, a guitarra pode chegar lenta e silenciosa, mas sua letra grita sobre misoginia e discursos de ódio. Para sentir ainda mais o peso das cordas, Courtney possui no refrão uma frase da autora Margaret Atwood (criadora da série The Handmaid’s Tale): “Homens têm medo que as mulheres riam deles. Mulheres têm medo que os homens as matem”. O novo single estará presente no álbum Tell Me How You Really Feel (2018), e você não deve deixar de conferir!

A nórdica Ionnalee renasce com seu projeto solo após o bem sucedido iamamiwhoami. Para quem não (re)conhece a cantora, iamamiwhoami foi um projeto audiovisual que inquietou o cenário indie entre 2009 e 2010. Em uma série de vídeos postados no Youtube, pouco se sabia sobre a enigmática cantora. Na época, levantou-se muita especulação, incluindo de que a própria pudesse ser Lady Gaga. Após a revelação do projeto, uma legião de seguidores acompanhou cuidadosamente o lançamento de três álbuns digitais e inúmeros videoclipes, incluindo concertos via web produzidos pelo grupo. Em 2017, iamamiwhoami deu lugar a Ionnalee, nova persona criada para a vocalista que desejava caminhar só. Neste mês, com o lançamento do disco EVERYONE AFRAID TO BE FORGOTTEN (2018), ainda é possível encontrar os vocais únicos e sintetizados da cantora.

Engana-se quem pensa que Kate Nash está morta. A cantora acaba de surgir com “Drink For You”. A nova empreitada da inglesa que esteve em pausa durante longos cinco anos fará parte do disco Yesterday Was Forever (2018), que chegará aos fãs no dia 30 de março. A faixa single mostra um pouco sobre o álbum realizado de forma independente por Nash com videoclipe dirigido pelo duo HOLYCHILD.

E na playlist do mês ainda tem as parcerias incríveis entre Kendrick Lamar e SZA, Twin Shadow e HAIM, Tinashe e Future, Tennis e outros hits para você ouvir loucamente. PLAY!

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s