Roupas e objetos pessoais de Frida Kahlo serão tema de exposição

A partir de junho o guarda-roupas e até o lápis de sobrancelhas da artista estará exposto no V&A, em Londres.

Mesmo 64 anos depois de sua morte, a arte e a postura de Frida Kahlo continuam a encantar o mundo. E agora a exposição Frida Kahlo: Making Her Self Up, que inaugura no dia 16 de junho no Victoria and Albert, em Londres, explorará uma parte ainda misteriosa da vida da artista.

Leia também: Nova série mostra os bastidores da moda pelo olhar das mulheres

O trabalho de Frida sempre esteve sob os holofotes do mundo artístico, mas seus itens pessoas ficaram reservados em sua Casa Azul, na Cidade no México — que ficou intocada por cerca de 50 anos depois de sua morte. A mostra britânica é a primeira fora do país de origem da artista a exibir fotos, roupas e joias da artista.

frida-kahlo-exposicao-victoria-and-albert

 (© Nickolas Muray/Divulgação)

A curadora é Claire Wilcox, que já trabalhou com outras grandes exposições sobre moda, como Alexander McQueen: Savage Beauty, Radical Fashion, e a grande mostra sobre Vivienne Westwood em 2004. Ela também é a responsável por fundar o programa Fashion in Motion, que exibe desfiles dentro das galerias brancas do museu.

Veja também

E quando o tema é o armário de Frida Kahlo, isso envolve também suas personalizações e criações.  “Nós trouxemos muitas roupas, joias, próteses e equipamentos médicos, junto com fotografias e autorretratos. Estamos construindo uma imagem da vida de Frida — a forma que ela construiu sua identidade através desses objetos”, contou Claire para a Dazed and Confused.

A artista, aliás, ficou reconhecida por sua monocelha. Mas mesmo com tanto foco no assunto, até agora pouco se sabia sobre sua relação com os fios — até a expo afirmar que também levará para Londres o lápis que era utilizado para delinear melhor a região. Era da Revlon! Apesar da versão original não estar mais disponível, a marca afirmou que a versão mais próxima seria o Soft Black ColorStay Pencil.

Independentemente da label, o que poderia ser considerado um pesadelo para muitas mulheres virou pra Frida não apenas um statement como sinônimo de sua imagem artística, e resistência aos padrões.

E por que tentar entender qual era a postura de Frida em relação à moda e à beleza? A curadora explica: “Sua aparência era anti-fashion. É evidente nas fotos que ela era diferente em seu círculo social, até mesmo de outras mulheres mexicanas. Você vê a oposição à conformidade só de olhar uma foto dela em um grupo.”

frida-kahlo-exposicao-victoria-and-albert

 (© Nickolas Muray/Divulgação)

A mostra será inspirada na Appereances Can Be Deceiving: The Dresses of Frida Kahlo, que aconteceu na Casa Azul em 2012. “Estou trabalhando com o curador da mesma mostra, e o que é mais crucial é que essas coisas estão deixando a Cidade do México pela primeira vez, e então vindo pra Londres”, contou Claire.

“Se você vai à alguma mostra, você deve sair dela sabendo um pouco mais sobre o assunto. Para nós, o processo de pesquisa permitiu isso, e esperamos que a exposição faca o mesmo”, finaliza a curadora. Anote na agenda!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s