#SPFWn42 – Desfile Vitorino Campos

O estilista baiano faz uma leitura nada óbvia do sexo na passarela de sua marca homônima.

Como poucos, Vitorino Campos tem o privilégio de não só dirigir uma marca de grande porte, a Animale, que tem mais de oitenta pontos de venda no Brasil, mas também a sua própria etiqueta, onde pode dar vazão total à sua criatividade. Se nesta temporada a grife carioca entrou no ritmo “see now, buy now“, apresentando o Alto Verão, o estilista optou por mostrar o seu inverno 2017 nas passarelas do seu voo solo no SPFW. Apenas duas peças (slip dresses de luréx, um preto e o outro branco) entram agora no Cartel 011, multimarcas descolada de São Paulo.

Usando o tempo a seu favor, o designer reuniu a sua equipe e deu o start em uma longa pesquisa imagética acerca do tema que escolheu: o sexo. Das esculturas de Louise Bourgeois, Vitorino furtou algumas texturas, já o pintor Egon Schiele teve a sua cartela de cores emprestada. Assim foram construídos alguns de seus looks de alfaiataria (em cinza e rosa com pontos de azul, amarelo e vermelho) com calças cenoura oversized – que às vezes tinham ilhoses aplicadas -, camisas com mangas ultralongas (tendência da vez que desembarca por aqui direto das últimas temporadas internacionais) e blazers com ombros retos e avantajados.

A grande sacada do estilista, que também cita a obra do artista Gustave Courbet e de Carlos Drummond de Andrade, além da deep web e do sexo online como referências, foi a de trabalhar a sua inspiração de uma maneira delicada. “Eu quero mostrar que o sexo é algo natural, leve”, disse no backstage de seu desfile. Por isso, o jogo de opostos entra em cena. Se os acessórios pesados de corrente e a alfaiataria dizem que “transam”, os babados, transparências e telas só querem “fazer amor”. Destaque para algumas sutilezas notáveis: alguns tops tinham figuras ligeiramente fálicas recortadas na parte da frente, havia casacos que se abriam para revelar uma calcinha de veludo colorida por baixo de tudo e o convite do desfile era embalado em plástico bolha. Mensagens subliminares que deixam claras as segundas intenções de um Vitorino bem escorpiano, mesmo que de Sagitário.

Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos vcam_lb_n42_030 Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos vcam_lb_n42_025 Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos vcam_lb_n42_020 vcam_lb_n42_019 Vitorino Campos vcam_lb_n42_017 vcam_lb_n42_016 vcam_lb_n42_015 Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos Vitorino Campos vcam_lb_n42_003 Vitorino Campos

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s