Marcas de moda e beleza que têm a maconha como base

Após a legalização da maconha em alguns locais dos Estados Unidos, a popularidade da erva no mundo da moda ficou ainda maior. Durante a última New York Fashion Week, Alexander Wang investiu no desenho da folha para estampar seus peças, enquanto a marca Baja East usou brincos no formato da planta em sua passarela.

Porém, o que poucos sabem é que a maconha pode ser usada como material primário para a produção de tecido – o cânhamo é uma alternativa similar ao algodão. E também como princípio ativo de itens de beleza! Versátil, não? Confira abaixo iniciativas de moda nesta área:

Kanham.us

Pioneiros no Brasil, o site Kanham.us é o primeiro a usar a fibra da cannabis na produção de camisetas. Em sua página, eles fazem questão de diferenciar: “Ao contrário do que muita gente pensa, o cânhamo não é uma droga, e tem menos de 0,5% do composto alucinógeno tetrahidrocanabinol, o THC da Cannabis”.

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

THTC

O site britânico THTC tem como foco uma moda sustentável e possui algumas camisetas feitas de cânhamo. Outro material bastante utilizado no e-commerce é o algodão orgânico.

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Adidas

Uma das maiores marcas de streetwear do mundo, a Adidas, também tem a sua seção de tênis hemp. Os modelos Gazelle II e o Campus têm um mood old school e são feitos de cânhamo.

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

The Body Shop

A marca de beleza conta com uma categoria de seu e-commerce americano dedicada apenas aos produtos com maconha em sua base. Existem opções de cremes para as mãos, pés e lip balm.

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Apothecanna

A Apothecanna foi criada em 2009 e, desde então, comercializa loções, balms, sprays e óleos de infusão de cannabis. “Os componentes da maconha são antioxidantes poderosos e podem ajudar a balencear o estresse”, Joie Meffert, sócia da marca, explica.

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Quer conhecer mais sobre a maconha na indústria do luxo? Na ELLE Abril você confere tudo sobre o assunto na matéria Fora do armário, de Fernanda Jacob. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s