Primeira miss negra da Grã-Bretanha afirma que concurso é empoderador

Dee-Ann Kentish-Rogers: “Através do desfile, posso promover a causa do feminismo”.

Pela primeira vez em 66 anos, a Grã-Bretanha terá uma representante negra no concurso Miss Universo. Dee-Ann Kentish-Rogers é do território ultramarino de Anguilla, se formou em Direito e tem 25 anos, idade um pouco acima da média para as concorrentes internacionais do concurso. Além disso, ela foge do padrão de beleza magérrimo das misses e exibe um corpo atlético, que conquistou como competidora de heptatlo e corrida.

Leia Mais: Entenda por que essa marca está vetando mulheres brancas de seus anúncios

Com essa trajetória multifacetada, é fácil se perguntar por que uma mulher tão interessante participou de um concurso associado a estereótipos de futilidade. Dee-Ann, no entanto, acredita que o Miss Universo é uma ótima ferramenta para ressaltar o girl power. “Precisamos conscientizar o público sobre o empoderamento e as oportunidades que eles podem oferecer às mulheres. Simplesmente não é apenas sobre o corpo. Através do desfile, eu me tornei membro de uma irmandade que se une para ajudar as pessoas e promover a causa do feminismo”, afirmou em entrevista à ELLE britânica.

It has been a whirlwind two days since being crowned Miss Universe Great Britain 2018. I am privileged to have been chosen from a concentration of talented, ambitious, beautiful and funny women! I am humbled and truly uplifted by those who are embracing my rewarding experience and success as their own. I am deeply grateful for the financial donations of many to the A-sisterhood charity. I am thankful for the sponsors of my pageant sisters 2018, my own and especially @doyen_style @carajewellers @justboutique_nw for believing in this pageant and supporting the girls every step of the way. It is an absolute honour to carry the British flag 🇬🇧 on to the Miss Universe pageant later this year. @gracielevy my pageant coach at @lsp_london – thank you for preparing me for this weekend! The hours we spent pouring over my interview, platform, poise and walk gave me a solid foundation to stand on this past Saturday! Paula – our director- we owe you the greatest respect and appreciation for your unwavering belief that each one of us was capable of capturing the crown. @missuniversegreatbritain @annamariaburdzy thank you for representing class, grace and intelligence during your reign and for inspiring me to enter this pageant system. And to the previous titleholders of Miss Universe Great Britain who i met on Saturday- @taravaitiere @nenafrance @jaimeleefaulkner – thank you for warmly embracing me into the fold like a newly born lamb. 💕😂. To my cherished friends, family and my manager Kerith, thank you for your unwavering support!!🇬🇧💕

A post shared by Dee-Ann Kentish-Rogers (@astoldby_dee) on

Ao se inscrever, Dee-Ann não se intimidou pela ausência de ganhadoras de sua cor de pele. “Não considerava esse fato uma desvantagem”, contou. “Porém, estou consciente de que minha vitória tem um significado especial para a comunidade negra. Espero que nossa sociedade, multirracial e multicultural, fique inspirada com a minha vitória, veja o grande benefício de trabalharmos juntos”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s