A moda e as cidades: locais do mundo que combinam com as marcas do line-up do ELLE Fashion Preview

A edição deste ano do ELLE Fashion Preview, como já contamos aqui, será no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. É tradição que este nosso evento tenha locações nada óbvias – não à toa, já estivemos por duas vezes na Ponte Estaiada, em São Paulo. Mas, desta vez, além de pensar a pista de um aeroporto como uma escolha original para um desfile, a ideia é mostrar, reforçar, que a moda é, antes de tudo e das tendências, um lugar de conexões. Ela capta vontades, traduz desejos e tem, como poucas manifestações do comportamento, o poder de nos revelar e conectar no ato a tribos, turmas, movimentos – algo como “mostre-me o que vestes, e te direi quem és”. É uma linguagem universal, facilmente entendida em qualquer ponto do globo.

Embaladas por esse espírito, resolvemos imaginar com quais cidades e regiões do mundo as marcas que integram o line-up do ELLE Fashion Preview – Osklen, Alexandre Herchcovitch, Iódice, Patrícia Viera, Gloria Coelho, Água de Coco, Lenny Niemeyer e Ellus – combinam. Chegamos a endereços como Tóquio, Trancoso, Riviera Francesa e mais. Confira a seguir o que saiu dessa brincadeira.

Agência Fotosite e Thinkstock Agência Fotosite e Thinkstock

Agência Fotosite e Thinkstock (/)

Osklen e o Rio de Janeiro

Gaúcho ligado em esportes desde sempre, em especial ao surfe, Oskar Metsavaht criou a Osklen no fim dos anos 1980 para vender casacos de neve em Búzios, no Rio de Janeiro (sim, neve em Búzios). Parecia improvável, mas deu certo e logo em seguida ele ampliou a linha de produtos e focou em comercializar mais do que apenas roupas – queria divulgar, como mesmo define, um lifestyle. Lifestyle esse que é voltado à natureza, aos esportes, sejam eles no mar ou na montanha, e à preservação do meio ambiente (a Osklen foi uma das primeiras a apostar na bandeira eco, quando ela ainda não era moda). Tudo isso encontra um eco na vida carioca, da qual Oskar faz parte também desde a década de 80, quando se mudou para o Rio de Janeiro para viver no Arpoador. Não é por acaso, afinal, que dizem que o meio influencia quem somos e o que fazemos.

Agência Fotosite e Thinkstock Agência Fotosite e Thinkstock

Agência Fotosite e Thinkstock (/)

Gloria Coelho e Tóquio

A estilista Gloria Coelho é conhecida por levar à sua moda um bom mix de referências. Já se inspirou no desenho Pokémon, no Universo, na astrologia e em “criaturas mágicas”, como definiu certa vez, entre outras ideias. Apesar dessa mistura, o resultado final de suas coleções sempre aponta para o minimalismo. Seu design é limpo, as cores não “gritam” aos olhos e é possível notar ainda doses de futurismo em suas peças. Assim, pode-se dizer que ela encontra facilmente um bom lugar no mundo em Tóquio, no Japão, país famoso exatamente pela moda minimal, apesar de ser também multicolorido.

Agência Fotosite e Thinkstock Agência Fotosite e Thinkstock

Agência Fotosite e Thinkstock (/)

Ellus e São Paulo

Muito jeans, muito couro, tachas, correntes. A Ellus tem em seu DNA um estilo streetwear chic – e é uma das marcas brasileiras de maior força nesse campo. Já são mais de 40 anos desde sua criação, em 1972, por Nelson Alvarenga, e a cada desfile é essa imagem de urbanidade que a label reforça e renova, mudando apenas os complementos, as lavagens. Combina com cidades frenéticas e grandes capitais que pedem e exigem praticidade, como São Paulo.

Agência Fotosite e Getty Images Agência Fotosite e Getty Images

Agência Fotosite e Getty Images (/)

Lenny Niemeyer e a Riviera Francesa

Da cidade para a praia, a Lenny Niemeyer, da estilista carioca de mesmo nome, é a pedida para balneários exclusivos, como os da Riviera Francesa. Por lá, festas e outros eventos badalados acabam tendo mais peso do que a exposição ao sol em si e, assim, o figurino passa naturalmente dos tradicionais modelos míni, cortinha, para modelagens maiores e acabamentos trabalhados, exatamente como ela faz. Lenny tem também uma linha completa de peças para o pós-praia com a mesma ideia de seus maiôs e biquínis.

Agência Fotosite e Thinkstock Agência Fotosite e Thinkstock

Agência Fotosite e Thinkstock (/)

Alexandre Herchcovitch e Londres

O estilista paulistano Alexandre Herchcovitch ganhou seu espaço primeiro no underground, quando começou, lá no início dos anos 1990, e desenhava roupas para drag queens e travestis. Um início nem tão convencional para quem pouco tempo depois foi chamado de o enfant terrible da moda brasileira e foi levado para além da moda, com produtos licenciados que . Mas que prova a sua originalidade e talento para transformar propostas pessoais em tendências, seu tino para o novo, para o que está em vias de acontecer. Uma característica típica de Londres, cidade genuinamente trendsetter – basta lembrar da importância que teve em movimentos como o início do punk e do Swinging London, que marcou todo os anos 1960.

Agência Fotosite e Thinkstock Agência Fotosite e Thinkstock

Agência Fotosite e Thinkstock (/)

Água de Coco e Trancoso

A Água de Coco é outro expoente da moda praia chic made in Brazil, com modelagens de centímetros a mais, como hot pants, e pantalonas e bodies para o pós-sol. Elas ganham principalmente estampas tropicais e, portanto, bastante brasilidade. Tem a ver com o espírito de Trancoso, na Bahia, conhecida por reunir uma turma que gosta de sol a pino do mesmo jeito que não abre mão de festas que só acabam quando o Sol nasce. 

Agência Fotosite e Divulgação Agência Fotosite e Divulgação

Agência Fotosite e Divulgação (/)

Iódice e Punta del Este

Localizada na costa do Uruguai, Punta del Este não é uma cidade grande – são cerca de 20 mil habitantes. Mas, em época de férias, o número de pessoas que circulam pelo balneário pode chegar a 200 mil. É gente de lugares variados do mundo, especialmente vizinhos da América do Sul, que levam para lá o clima cosmopolita de suas cidades. Esse sopro de capital combinado à despretensão da praia pode ornar, na moda, com a proposta sexy da Iódice, conhecida por seus vestidos longos decotados e fendas. 

Agência Fotosite e Thinkstock Agência Fotosite e Thinkstock

Agência Fotosite e Thinkstock (/)

Patrícia Viera e Las Vegas

Patrícia Viera é sinônimo de couro na moda. Ela trabalha o material sempre em suas criações, seja inverno ou verão – brinca com os tingimentos, as formas e consegue até reproduzir nele o efeito de uma renda. É um trabalho versátil, que resulta em criações idem, ótimas para noites em cassino ou nas inúmeras boates espalhadas por Las Vegas, nos Estados Unidos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s