A Reformation acredita na moda sustentável e rápida

Yael Aflalo, criadora da marca, afirma que o futuro fashion é rápido.

“O futuro da moda é rápido”, conta Yael Aflalo, CEO da marca Reformation, ao Refinery29. Ela é dona da marca sustentável que virou queridinha do público alternativo e, agora, quer conquistar o mercado de massas. “Nós não somos mais a marca pequena cool que poucas pessoas conhecem, e existem pessoas que querem usar só esse tipo de marca. Somos maiores agora, e tudo bem. Não somos um segredo”, declarou ela.

De acordo com a designer, o crescimento do Instagram e do Snapchat e as entregas no mesmo dia da Amazon Prime alimentaram nosso insaciável desejo por novidades. “Tudo é rápido agora”, ela continua. “Ninguém quer esperar por nada. Eu compro o que eu quero, e recebo em uma hora. É assim que funciona.”

Follow the rainbow. #comingsoon

A post shared by Reformation (@reformation) on

A fórmula que tem feito a Reformation ser referência em moda sustentável é a sua RefScale: uma feramenta interna feita para calcular as pegadas ambientais de sua produção. Nos últimos três meses, a marca desperdiçou 53% menos e usou 77% menos água que seus competidores. “Eu penso que o aquecimento climático é nosso maior problema, então fico surpresa que nem todas as pessoas façam alguma coisa, mas tudo bem. Eu sei fazer roupas, então decidi criar uma marca sustentável. Essa é minha parte.”

Corduroy, it's a thing. Launching right after Labor Day.

A post shared by Reformation (@reformation) on

Apesar disso, existe discordância no mercado e na indústria se é possível produzir moda rápida e sustentável — e até mesmo se essa ideia não é por si contraditória. A sustentabilidade não pede por uma produção mais enxuta e consumo consciente? De acordo com Yael, “a moda rápida não significa que é pior para o meio ambiente. Os únicos exemplos que temos que fast fashions são companhias baratas que fazem roupas com materiais péssimos, então pensamento que só pode ser assim, pessoas comprando e jogando fora, criando essa cultura descartável.”

The sale starts now. Up to 30% off. Online and in our New York stores (LES+Soho) only. Shop responsibly. 💸

A post shared by Reformation (@reformation) on

Por essa razão, desde seu lançamento em 2009, ela cria coleções com tecidos sustentáveis, vintage e que iriam para o descarte. Desde o dia da terra, os consumidores também podem visitar a fábrica em Los Angeles e ver como as coisas acontecem. A Reformation ficou tão popular com seu interesse pelo meio ambiente que, de acordo com Yael, esse é seu principal  diferencial. Ela pretende lançar duas novas categorias de peças por ano e continuar diminuindo seu impacto ambiental.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
E-mail inválido warning
doneCadastro realizado com sucesso!
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s