Artista indie acusa Zara de plágio, mas a marca responde que ela é ‘pequena demais’ para ser importante

Não é de hoje que marcas de fast fashion fazem uso do trabalho de artistas alternativos e se envolvem em verdadeiras polêmicas de plágio. A bola da vez ficou por conta da ilustradora de Los Angeles Tuesday Bassen, que anunciou no seu Instagram que a Zara estava copiando o seu trabalho sem autorização.

Na rede social, a ilustradora publicou uma imagem que mostra o seu desenho original e a versão da Zara de uma série de pins que fez ao lado de parte da carta enviada pela equipe de advogados da rede espanhola.

A Zara alega não só que as acusações são falsas como também que Tuesday não é uma artista relevante o suficiente no mundo para que o seu trabalho seja reconhecido por qualquer pessoa que os veja nas peças da marca.

View this post on Instagram

I've been pretty quiet about this, until now. Over the past year, @zara has been copying my artwork (thanks to all that have tipped me off–it's been a lot of you). I had my lawyer contact Zara and they literally said I have no base because I'm an indie artist and they're a major corporation and that not enough people even know about me for it to matter. I plan to further press charges, but even to have a lawyer get this LETTER has cost me $2k so far. 〰 It sucks and it's super disheartening to have to spend basically all of my money, just to defend what is legally mine. ⚡️ EDIT: Some of you are asking how you can help. Repost and tag them, on Twitter, on Insta, on Facebook. I don't want to have to burden any of you with the financial strain that comes with lawsuits.

A post shared by Tuesday Bassen (@tuesdaybassen) on

“Nós rejeitamos as acusações por razões similares àquelas ditas acima: a falta de distinção dos supostos designs do seu cliente torna muito difícil ver como uma parte significante da população em qualquer lugar do mundo possa associar os signos com Tuesday Bassen”, diz o comunicado.

Tuesday comentou que pretende continuar com o processo legal contra a marca, mas que se sente desencorajada quando já precisou gastar mais de US$2 mil com advogados para conseguir uma única resposta da empresa.

Apesar de ser uma ‘artista indie’, como ela mesma disse no Instagram, Tuesday disse que foi avisada por muitos sobre o plágio da marca, que vem acontecendo há quase um ano, e que aqueles que querem ajudá-la no caso podem divulgar a montagem que ela fez nas redes sociais e marcar a própria Zara, como uma forma de chamar atenção para a questão.

No Instagram, Facebook e Twitter, a Zara está sendo bombardeada com comentários de boicote e apoio à ilustradora.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s