Azzedine Alaïa morre aos 77 anos

O couturier franco-tunisiano que definiu a moda dos anos 1980 faleceu em Paris.

Um dos mais icônicos coutouries cujas criações definiram a moda dos anos 80 se despediu do mundo em Paris. Azzedine Alaïa foi um dos poucos designers que, mesmo com as pressões da indústria (como o esquema de shows e vendas see now, buy now), continuava a seguir suas próprias regras e traçar seu próprio caminho.

Isso só foi possível por causa de seu talento, sua dedicação ao artesanal e pela eterna sedução de suas criações. As silhuetas clássicas criadas por ele foram populares principalmente nos anos 1980, e vestiram modelos, celebridades e ícones como Greta Garbo e Marie-Hélène de Rothschild. Naomi Campbell e a gangue de glamazons, Farida Khelfa, Carla Bruni e Stephanie Seymour também eram embaixadoras de seu estilo. Foi Naomi, aliás, que abriu e fechou seu último desfile de alta-costura em julho, depois da marca ter ficado seis anos fora da temporada.

Seu interesse por moda começou cedo, tão cedo que foi preciso que ele mentisse sua idade para ingressar na École des Beaux-Arts na Tunísia. Depois da graduação, começou a fazer vestidos até se mudar para Paris em 1957. Lá ele começou a carreira de tailleur com  Christian Dior, mas logo depois trabalharia também com Guy Laroche por duas temporadas, e então com Thierry Mugler. Ele abriu seu primeiro ateliê em seu apartamento na Rue de Bellechasse, nos anos 1970.

Em 1980, ele mudou seu ateliê para um espaço maior, e em 1988 seu sucesso era tanto que já tinha aberto boutiques em Beverly Hills e Nova York. Durante os anos 1990, Azzedine se aposentou parcialmente da cena fashion por motivos pessoais. Mesmo assim, suas linhas ready-to-wear continuavam um sucesso e, como foi impossível substituir suas sensuais criações, ele continuava a ocupar um posto muito admirado na moda.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s