Batalha de editoras: mostramos como usar a mesma tendência de jeitos diferentes

Muita gente acha que a roupa faz a pessoa. Eu acho que não. Antes de mais nada, é a personalidade de cada um que dá vida a looks – ainda que eles sejam extremamente parecidos, idênticos até, tipo gêmeos.

Foi com isso em mente que lançamos o desafio #batalhadeeditoras durante o SPFW. A ideia não era criar uma competição em busca da produção favorita, mas, sim, mostrar como a mesma peça pode ser usada de uma maneira totalmente diferente por duas fashionistas: euzinha de um lado e, de outro, Chantal Sordi.

Dia 1, domingo, começou a brincadeira. O desfile de Alexandre Herchcovitch aconteceu no centro de SP, na Prefeitura. E nossa peça-chave era a camisa de vichy do Vitorino Campos. Vichy, amigas, é tendência e remete sempre a uma certa inocência, Brigitte Bardot, anos 60. O que fiz? Tirei o xadrez totalmente do mood piquenique e adicionei urbanidade com muito jeans, tênis e óculos espelhado. Já Chantal preferiu uma vibe mais clássica, com complementos pretos: 

 

 

Round 2, segunda, e nosso look do dia era o vestido + colete da Modem Studio:

 

 

Não reparem o frizz nos cabelos! 😉

Mais uma vez, Chantal finalizou com meia preta e sapatos pesados. Eu quis brincar com o PB e com a estampa de flor, que quase fazia as vezes de uma caveira, e deixar tudo com um twist britânico – daí a pashimina de tartan. E, pra falar a verdade, tava meio frio, gente! Então, esse foi o jeito de dar aquela esquentada básica. 

O tricô colorido e súper em alta da Gig Couture foi nosso desafio do terceiro dia. E, confesso: apesar de lindo, não é muito fácil – tricô justo sempre marca! Daí que a Chantal, espertamente, usou uma camisa alongada por baixo, deixando a silhueta mais quadrada, meio man repeller. Eu? Honrei meu sangue italiano e caprichei nos acessórios metalizados, contrastados com o verde limão – e dá-lhe ouro!

 

 

Round 4 da nossa rodada fashion e fomos de look by Reinaldo Lourenço, com estampas idênticas, mas shapes diferentes. Chantal descontruiu a pegada ladylike amarrando a jaqueta de couro na cintura e usando sapato pesado (já deu pra reparar que ela ama?!), enquanto eu, olha só, deixei o short e o casaqueto menos casual e mais lady subindo no salto, investindo no coque e arrematando com a camisa social. E juro a gente nem combinou!

 

 

Penúltimo dia, muito trabalho (porque cobrimos tudo aqui no site, no periscope, no insta, no snap, ufa!), e nos rendemos ao conforto – graças aos deuses da moda o esporte está em alta! 

Abrigo e tênis Adidas by Jeremy Scott foram nossos fieis companheiros. Me diverti muito com o visual meio hip hop, conquistado com a ajuda do boné e óculos, mais uma vez espelhado – é tendência, gente! O vestido por baixo era bem justo e tá aí uma maneira de dar uma acalmada em peças muito sexy – basta misturá-las com itens esportivos. 🙂

Conclusão? Quem você é sempre se sobressai em relação à roupa. Vestir looks parecidos nem sempre é fácil. Mas, no geral, foi no mínimo engraçado. Espero que vocês tenham gostado e possam se inspirar também.  

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s