Caso de evasão fiscal da Dolce & Gabbana é encerrado

O longo processo de evasão fiscal contra a grife Dolce & Gabbana, que começou em 2010, parece finalmente ter sido encerrado. A investigação das transações da grife, seus estilistas e outros membros da empresa terminou e todos os envolvidos foram considerados inocentes. 

Nessa quinta-feira, 21 de janeiro, Alfonso Dolce, primo do estilista Domenico Dolce, foi absolvido das acusações. Alfonso trabalhava na empresa Gado Srl, braço da Dolce & Gabbana localizado em Luxemburgo. Ele foi o último dos investigados a ser inocentado. Domenico e Stefano Gabbana já haviam sido considerados inocentes pela suprema corte italiana em 2014. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s