Conheça a Yves Saint Laurent oitentista de Anthony Vaccarello

A estreia do estilista ítalo-belga na casa francesa foi marcada pelos seus vestidos míni e por fortes referências à "década perdida".

No dia 1º de abril deste ano, Hedi Slimane deixava o cargo de diretor criativo da Saint Laurent. Durante os seus quatro anos à frente da etiqueta, o francês transformou a sua imagem por completo. Em suas mãos, a marca perdeu o “Yves” no começo do nome, ganhou roupagem rock’n’roll e viveu seus momentos mais comerciais.

Agência Fotosite Agência Fotosite

Agência Fotosite (/)

Couro e mangas bufantes foram um dos elementos mais fortes da coleção de Vacarello para a casa.

Logo que Slimane deixou a grife, os boatos começaram a cercar a possível entrada de Anthony Vaccarello em seu lugar. Na época, o estilista ainda estava trabalhando para Donatella Versace, na sua segunda linha, a Versus. Entre as principais características do designer ítalo-belga está a sua fixação pelo sex appeal. Por isso, seus minivestidos, minissaias e maxifendas caíram no gosto das clientes mais apimentadas da grife italiana.

Hoje (27.9), Vacarello fez sua estreia na marca francesa que tem mais de 50 anos de vida. Em Paris, o designer trocou o estilo dos anos 1970 – pelo qual a Saint Laurent é famosa – para dar ênfase aos 1980, década que parece estar em alta nesta temporada.

Agência Fotosite Agência Fotosite

Agência Fotosite (/)

As desconstruções do smoking, é claro, não podiam deixar de aparecer. Aqui, ele chega em versão colete + calça.

Assim, seus códigos hipersexualizados aparecem sem pudor na passarela da grife, mas chegam com ares de decadência. Formas clássicas como as mangas bufantes, as lingeries e, obviamente, o smoking, aparecem assimétricos, puídos, “errados”. Tudo para criar uma imagem à la “elegance avec decadence”.

Falando sobre o conjuntinho eternizado pela marca, roubado pelo seu fundador do guarda-roupa dos meninos e eternizado nas imagens do icônico fotógrafo Helmut Lang, nas mãos de Vacarello, eles chegam de ombros retíssimos e combinados a calças superskinny. Em versão desconstruída, uma lapela sobra em um vestido do tipo lingerie, um colete surge em outro look…

Agência Fotosite Agência Fotosite

Agência Fotosite (/)

O jeans boyfriend remontava a era Slimane pela qual a fase passou nos últimos quatro anos.

O jeito rocker introduzido por Slimane, no entanto, não é deixado completamente de lado. O jeans boyfriend e as jaquetas bomber (de couro, tapeçaria e até paetês) fazem alusão à fase do francês como diretor criativo da casa.

Agência Fotosite Agência Fotosite

Agência Fotosite (/)

O antigo logo da marca está de volta e foi esculpido no salto dos sapatos do desfile.

Por fim, os acessórios seguem no mood da temporada. Brincos maximalistas e usados descoordenados nas orelhas das modelos eram uma das principais apostas. Além deles, chamam atenção os sapatos cujo salto remontava o antigo logo da maison que voltou a ser utilizado nessa nova era que começa agora.

Perdeu a transmissão ao vivo que fizemos diretamente de lá? Assista aqui!

 

 

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s