Entenda por que essa marca está vetando mulheres brancas de seus anúncios

A MOGA, marca especializada em lenços e echarpes, iniciou uma luta pela representatividade na moda.

A MOGA, marca especializada em lenços e echarpes, abriu inscrições para que mulheres de todo o mundo, de todas as formas e idades, participem do casting de sua próxima campanha – desde que elas não sejam brancas. Embora nas redes sociais a grife compartilhe postagens de clientes caucasianas usando seus turbantes, e não tenha absolutamente nada contra isso, a questão agora é buscar mais representatividade na moda.

Leia Mais: O que muda na moda quando pessoas negras conseguem chegar ao poder

#blackbeauty

A post shared by MOGA (@mogafashion) on

“Eu decidi criar essa política como um catalisador, para levar as pessoas a falarem sobre uma questão que é muito importante para mim: raça e sua representação na indústria da moda. Eu quero explorar essa noção de ‘poder branco’ e por que tantas pessoas do setor estão perpetuando esse conceito, consciente e inconscientemente”, explicou Azahn Munas, da MOGA, a uma publicação americana. “Queremos virar a mesa e buscar o equilíbrio de poder em favor das minorias. Embora seja definitivamente excludente, no quadro maior, é em nome da inclusão. Esperamos repercutir na mídia para alcançar pessoas em todo o mundo que estão sub representadas”.

A medida polêmica já gerou vários comentários negativos nas redes sociais, mas Azahn ressaltou que não é algo permanente, e sim uma maneira de chamar a atenção para o tema. Logo no primeiro dia do casting aberto, mais de 100 mulheres, de todos os continentes, já se inscreveram. O empresário também disse não ser radical quando se trata do tema “apropriação cultural”. “Pensamos que nosso produto seria predominantemente para mulheres hispânicas, latinas e negras, mas ficamos muito surpresos com quantas fotos recebemos de mulheres brancas usando nossos lenços. Foi absolutamente adorável, e incluí-las em nossas imagens promocionais pareceu natural, pois também queríamos mostrar como nossos lenços podem ser usados por qualquer pessoa”, explicou.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s